Ar condicionado é de fácil instalação e tem baixo impacto na conta de luz

Compartilhe! Facebook Twitter Pinterest

Calculadora do Portal BBel ajuda na escolha da capacidade e mostra simulação de custo na conta de luz

Muito além de resfriar ou aquecer os ambientes, os aparelhos de ar condicionado também exercem a função de condicionar e tratar o ar, eliminando impurezas existentes que ficam presas nos filtros . Antigamente tinha-se a visão de que os aparelhos de ar condicionado eram os vilões da conta de luz, mas com o avanço da tecnologia e a modernização dos sistemas, os custos para conquistar o conforto térmico diminuíram e já estão à disposição de grande parte da população. Conheça as características para instalação, como escolher a capacidade que o aparelho precisa ter e o impacto do uso do ar condicionado na conta de luz.

Aparelho multifunção

Opção para cidades com grandes diferenças de temperatura, alguns modelos além de resfriar também podem aquecer e engana-se quem pensa que esse recurso torna o produto absurdamente mais caro. Segundo Mauro, o aparelho completo, com opção de aquecer e esfriar custa um pouco mais caro, mas a diferença de valor chega a ser menor que o preço de um aquecedor a óleo, por exemplo. "A grande vantagem é que você não precisa ficar guardando o aquecedor no armário quando começa o calor. Você tem as duas opções instaladas em um único aparelho", orienta Mauro Apor, gerente de produtos de ar condicionado residencial da LG.

Veja na próxima página como é pensada a instalação e a escolha da capacidade para climatizar o ambiente.

Instalação e capacidade

A escolha do modelo varia conforme a estrutura do imóvel. Caso os moradores optem pela instalação do aparelho enquanto a casa está em fase de construção, o projeto deve conter espaço suficiente para acomodar cabeamento e tubulação que farão a ligação com o ambiente externo, principalmente se for o caso do aparelho de ar condicionado tipo split. "Se o imóvel já estiver pronto, aí depende de intervenção na estrutura, que precisa ser analisada para sofrer o menor impacto possível", explica Thiago Stapazzoli, engenheiro mecânico da Refrigeração Manchester, em Joinville.

Mauro Apor lembra que é importante a visita de um técnico experiente para indicar a capacidade que o aparelho deve ter, bem como qual é o tipo mais indicado, levando em consideração a avaliação estrutural do imóvel. Isso porque há casos em que o cliente opta pelo modelo split, porém, a alvenaria não permite a passagem da tubulação de ar e fiação. O custo da instalação, segundo Mauro Apor, varia conforme distância da unidade interna e externa, bem como o nível de dificuldade encontrado pelos profissionais.

A escolha da capacidade do ar condicionado

Escolher o aparelho de ar condicionado vai além de decidir qual é o tipo e modelo que mais se adequa ao estilo do seu ambiente. Thiago explica que muitos fatores influenciam na hora de determinar qual é a capacidade que o aparelho precisa ter para conferir conforto térmico para determinado cômodo. "Itens como piso, carpete, laje, revestimentos, incidência solar, eletrônicos e pessoas que frequentam o ambiente são os pontos analisados criteriosamente e que vão determinar a vida útil e o correto funcionamento do aparelho", explica Thiago Stapazzoli. A sugestão de Mauro é que antes de adquirir o equipamento a família procure uma empresa especializada para que técnicos façam a vistoria e determinem quantos BTUs o equipamento precisa ter.

Confira abaixo o simulador que o Portal BBel produziu para determinar a capacidade aproximada que o aparelho de ar condicionado precisa ter para climatizar os seus ambientes. Lembrando que esses valores são aproximados e apenas para referência. Antes de comprar seu aparelho de ar condicionado, procure um especialista.

Veja na próxima página como calcular o impacto do ar condicionado na conta de luz.

Consumo energético dos aparelhos de ar condicionado

Algumas pessoas ainda são resistentes ao uso de ar condicionado baseados no consumo energético que esses aparelhos apresentavam no passado. Porém, com o avanço da tecnologia, eles passaram a ter um consumo menor, tornando-se acessíveis para boa parte da população. Thiago lembra que os aparelhos do tipo split são de 10 a 15% mais econômicos que os de janela e portátil, chegando a uma economia de até 40% nos modelos atuais, com o sistema inverter. Segundo o engenheiro mecânico, a média de economia fica em torno de 30%.

Impacto na conta de luz

Thiago explica que o impacto na conta de luz vai variar conforme a estação do ano. Meses como novembro, dezembro, janeiro e fevereiro costumam ser os mais quentes, logo, são os meses nos quais o uso do condicionador de ar é mais intenso. "É complicado prever ou estimar, pois isso varia conforme o conforto térmico de cada um. O máximo que podemos fazer é um cálculo aproximado sobre como isso pode impactar na conta de luz", explica Stapazzoli. Mauro lembra que assim como os demais aparelhos elétricos, os condicionadores de ar também são classificados conforme a eficiência elétrica, categorizados de A, os mais econômicos, a E, considerados de baixo rendimento em relação ao uso de eletricidade. "Um aparelho de ar condicionado com 9000 BTUs ligado por oito horas diariamente, vai ter um gasto aproximado de R$ 45,00, porém, esse valor varia conforme valores praticados pelas concessionárias de energia elétrica", explica Mauro.

Confira abaixo qual é o gasto aproximado do seu equipamento eletrônico. Vale lembrar que essa calculadora desenvolvida pelo Portal BBel é apenas para embasamento aproximado do impacto na conta de luz, podendo variar conforme valores praticados pela concessionária ou até mesmo divergindo das informações que constam no manual do usuário.

Continue lendo: Evite a sobrecarga da instalação elétrica da casa nos dias frios.

Tags:

Comentários

Seja o primeiro a comentar nesse post!

Ir para o topo