Como funciona a automação residencial de iluminação

Compartilhe! Facebook Twitter Pinterest

Iluminação de uma casa inteligente

casa iluminada

Shutterstock/Photobank.ch

A comodidade de apagar todas as luzes ao sair de casa, poder ter tipos de iluminação pré-programadas e acender, apagar ou dimerizar a luz do quarto já é uma realidade.

Quem tem interesse em automatizar a iluminação deve procurar uma empresa da área para fazer um projeto de personalizado, de acordo com as suas necessidades. Tente lembrar-se de tudo aquilo que você gostaria que não fosse mais realizado manualmente e leve em consideração os diversos momentos e atividades do dia. O limite do projeto é o custo e a criatividade.

Como funciona a automação da iluminação

automação home theater

Divulgação iHouse

Fazendo um paralelo com um carro, você tem a opção de fechar cada porta com a chave ou todas as portas e os vidros juntos com o toque de um botão. Com a automação da casa por um sistema sem fio modular, que é um dos tipos de tecnologia possíveis, você verá algo semelhante.

Haverá um chamado "módulo receptor", responsável pelo papel de interruptor de um circuito (por exemplo, todas as lâmpadas e luminárias da sala). Então, ao invés de utilizar um interruptor para cada lâmpada, um toque controla todas as lâmpadas de um mesmo circuito.
Para cada circuito é acrescentado um módulo receptor, que recebe comandos do smartphone, tablet e relógio de pulso inteligente - por meio de um aplicativo - ou de outro aparelho de interface amigável.

Para cada ocasião, uma iluminação

automação do quarto

Divulgação iHouse

A automação também permite a criação de cenas ou cenários, que nada mais são do que situações pré-programadas para diferentes ocasiões, como jantar, cinema, relaxar, festa, romance, bate-papo, sair, entre tantas outras. Com um só toque, a intensidade das luzes é ajustada da forma mais confortável para aquela situação.

  • Em alguns dispositivos, o próprio cliente consegue configurar essas cenas a seu gosto, acioná-las remotamente, bem como agendar para serem iniciadas em determinado horário.
  • A automação também permite simular a presença, ou seja, criar a sensação de que há pessoas na casa com o acionamento programado de cenários diferentes, o que é muito útil durante viagens e em casas de veraneio.
  • As cenas podem ocorrer somente na iluminação ou também integrada com outros sistemas, por exemplo, para ligar ou desligar o ar condicionado, aquecedor, abrir ou fechar persianas, áudio e vídeo, irrigação, ajustar a temperatura e fluxo da água da banheira etc.

Vantagens da automação modular sem fio

Shutterstock/Alexey Boldin

  • Permite conforto, comodidade e economia de tempo, além de reduzir a conta de luz e aumentar a vida útil das lâmpadas.
  • Não são necessárias reformas e quebra de paredes.
  • É possível adicionar módulos à medida que sejam necessários, inclusive começar com a automação em um ambiente de depois acrescentar em outros, conforme o perfil do morador e seu orçamento.
  • Requer pouca manutenção.
  • O investimento varia muito, pois depende da quantidade de ambientes e da complexidade do projeto, mas deve ser levado em conta o custo-benefício.
  • Antes de adquirir um sistema de automação, vale certificar-se de que os produtos permitem atualizações de versão, para não tornar-se refém de algo que ficará ultrapassado em pouco tempo.

Fontes: Ricardo Trauer, diretor da Iluflex, e Sérgio Corrigiliano, engenheiro da iHouse, ambas especializadas em automação.

Tags:

Comentários

Seja o primeiro a comentar nesse post!

Ir para o topo