Como guardar as roupas de inverno

Compartilhe! Facebook Twitter Pinterest

Cuidados de acordo com o tecido

As roupas de inverno são mais pesadas e volumosas e como no Brasil o clima predominante é quente, elas costumam ficar guardadas no armário durante a maior parte do ano. Existem regras básicas de acordo com os tipos de tecidos para guardá-las, mantê-las bonitas e bem cuidadas por mais tempo.

Roupas de algodão e flanelas

Devem ser guardadas bem secas e em lugar arejado, pois em contato com calor e umidade suas fibras naturais constituirão um ambiente favorável ao desenvolvimento de micro-organismos. Para ajudar a prevenir o desenvolvimento de bactérias, utilize amaciantes bactericidas.

Roupas de couro e camurça

O couro é bastante sensível à luz e à umidade, portanto deve ser guardado limpo, seco, em local escuro e ventilado para evitar o aparecimento de mofo. É indicado higienizar as peças em uma lavanderia especializada a cada seis meses.

Para pendurar os casacos em cabides, as capas pretas de TNT são excelentes opções para adequar os ombros da peça e protegê-los da umidade. Ao usar cabides, prefira os de madeira ou de plástico.

Se quiser deixar o casaco de couro perfumado antes de usá-lo, coloque pedaços de algodão embebidos em seu perfume favorito dentro dos bolsos e deixe por um dia.

A camurça é uma pele animal assim como o couro, por isso, os cuidados são parecidos. As peças deste tecido devem ser guardadas limpas, em capas de TNT, em local seco e colocadas para tomar ar pelo menos uma vez ao mês em local arejado e fresco.

Roupas de couro sintéticas

Ao contrário do couro natural, as peças confeccionadas com couro sintético são mais resistentes à ação de micro-organismos, à luz e à umidade, portanto não necessitam da proteção de capas de TNT. As peças podem ser lavadas em água e detergente neutro, mas não devem ser expostas ao sol para não ressecar e quebrar.

Roupas de lã e cashmeres

A lã, por ser fibra natural, requer cuidados para que micro-organismos não se desenvolvam no tecido. É recomendado colocar uma peça de algodão por baixo quando usar uma roupa de lã para evitar que ela entre diretamente em contato com a pele e fique com resíduos dos quais ácaros e bactérias poderiam se alimentar.

Antes de guardar, as peças devem ser lavadas com detergente neutro ou sabão de coco líquido e secas na horizontal ou então sobre uma toalha para que não se deformem. Estando limpas e secas, coloque-as dobradas em sacos de TNT. Não pendure roupas de lã e cashmeres em cabides, pois elas ficarão deformadas, também não torça nem centrifugue durante a lavagem. Não lave peças de lã em água quente, pois isso fará com que encolham. Já os cashmeres estão sujeitos a encolher com o uso de sabão em pó, por isso lave a seco.

Roupas de lã acrílica

Esta versão sintética da lã animal se deforma com mais facilidade e pode ficar assimétrica caso seja esticada demais. Portanto, deve ser guardada assim como as peças de lã natural: dobradas em sacos de TNT.

Roupas de Náilon

A fibra sintética é resistente à ação dos micro-organismos e as roupas deste tecido são impermeáveis. Para guardar suas peças de náilon, lave-as à mão ou em uma lavanderia especializada e deixe secar à sombra, pois a exposição excessiva ao sol pode amarelá-las. 

Roupas de Veludo

O veludo deve ser lavado com sabão neutro e seco à sombra. A peça também deve ser pendurada e protegida com uma capa de TNT escura.

Casacos de pele

Casacos feitos com peles são ainda mais sensíveis e perecíveis do que os de couro, por isso necessitam de cuidados especiais no armazenamento. Falamos com a lavanderia profissional Lavasseco para dar melhores dicas de conservação para sua peça de pele.

Recomenda-se manter roupas deste tipo em lugares secos, frescos e ventilados. Os casacos não devem ser jamais cobertos por plásticos e nem mesmo por TNT, já que não sofrem com a incidência de luz. Estas roupas estão muito sujeitas ao ataque de fungos e bactérias, que se alojam na base do couro e não são facilmente perceptíveis, a não ser pelo odor desagradável.

Geralmente os casacos de pele são forrados por tecidos, o que dificulta ainda mais a identificação do problema, mesmo olhando pelo avesso. Além de cheirar o casaco para encontrar indícios de infestação, você pode testar a resistência dos pelos puxando-os. Quando se soltam facilmente é sinal de que a base já está bastante atacada.

A periodicidade da limpeza de sua peça de pele animal vai depender do uso, mas o ideal é limpar sempre após a utlização para que não restem resíduos que possam favorecer o desenvolvimento de micro-organismos. A lavagem deve ser feita a seco por lavanderias especializadas.

Cobertores e edredons

Os mais grossos ultrapassam o peso máximo suportado pelas máquinas de lavar, por isso precisam ser lavados em lavanderias especializadas antes de serem guardados. Existem sacos a vácuo para armazenar edredons e cobertores. Além de protegê-los de ácaros, bactérias e sujeiras, você ganha mais espaço já que o tamanho é reduzido em 75%.

Uma dica importante para conservar as roupas de inverno é deixar as portas dos armários abertas durante algumas horas uma vez ao mês em dias secos, para arejar as peças. Para tirar o cheiro de roupa guardada, acrescente uma colher de bicarbonato de sódio antes do último enxágue da peça.

O mofo é um dos principais inimigos das roupas que ficam guardadas por mais tempo. Saiba como se livrar dele.

Tags:

Comentários


  • 28 de setembro de 2011 às 00:00
    Achei muito interessante!
  • 31 de março de 2012 às 00:00
    Duvida: Como evitar queda de pelos em casaco de pele? Não sei o que faço. Não uso mais. Ta muito tampo guardado. Se puderes indicar produto, agradeço.
Ir para o topo