Como limpar porcelanato polido

Compartilhe! Facebook Twitter Pinterest

Existem vários tipos de porcelanato e cada precisa ser limpo de uma maneira

Os porcelanatos foram tidos por um bom tempo como os revestimentos perfeitos, não manchavam, não sujavam, não desgastavam... Com o passar dos anos, foi-se percebendo que a realidade é um pouco diferente. É inegável que possuem ótimas características, na maioria das vezes, superiores a qualquer tipo de material existente, no entanto, precisam de cuidados especiais que respeitem e combinem com suas propriedades.

Porcelanatos são placas cerâmicas para revestimento constituídas por argilas, feldspatos e outras matérias-primas inorgânicas. A principal vantagem é sua altíssima resistência à abrasão, o que garante alta durabilidade e baixa porosidade, resultando em baixos índices de manchas.

Nas próximas páginas, conheça os diferentes tipos de porcelanato.

Tipos de porcelanatos

Os porcelanatos podem ser classificados em função do seu acabamento superficial e lateral. Em relação ao acabamento superficial, podem ser classificados em:

1- Porcelanato técnico: os porcelanatos técnicos podem ser subdivididos em:

1.1 Porcelanato técnico polido

1.2 Porcelanato Glossy, gloss ou Supergloss (o nome varia)

1.3 Porcelanato técnico acetinado (polimatizado)

1.4 Porcelanato técnico natural

2- Porcelanato esmaltado:

Em relação ao acabamento lateral:

  1. Porcelanato retificado: técnico ou esmaltado, que recebe um refinamento lateral, chamado de desbaste.
  2. Porcelanato não retificado: técnico ou esmaltado, sem desbaste lateral.

Neste primeiro contato falaremos mais sobre os porcelanatos técnicos polidos e sobre os glossy/supergloss. Veja as dicas de limpeza nas próximas páginas.

Brilho e limpeza do porcelanato

Ao contrário do que a maioria imagina, os porcelanatos polidos não têm seu brilho determinado por nenhum tipo de cera, verniz ou camada. Eles, na verdade, brilham por si próprios em razão de seu polimento. Brilham pela mesma razão que a pedra de seu anel brilha, pelos mesmos motivos que um mármore ou um granito brilham, ou seja, porque seu alisamento e compactação são tão grandes que resultam na perfeita reflexão da luz. O porcelanato gloss é quase a mesma coisa, mas as peças ainda são incrementadas com a aplicação de uma espécie de vidro líquido após seu polimento. Este produto traz maior brilho (maior e um pouco diferente) e resistência ao revestimento.

Um bom porcelanato brilhante não suja porque sua superfície é muito lisa e nada aderente. Quando não reluz como o esperado é porque pode estar coberto por sujeira, desgastado ou danificado, ou porque tem algum defeito de fabricação. A primeira situação é simples, já que é só lavar o piso adequadamente que ele brilhará normalmente. As outras são mais complicadas, pois possivelmente envolverão novo polimento das peças.

Na próxima página, saiba quais os problemas mais comuns que atingem os porcelanatos.

Manchas e infiltrações no porcelanato

Os principais problemas envolvendo porcelanatos estão relacionados a manchas e perda de brilho. Manchas podem ser causadas por infiltrações ou por corrosões (alterações da textura). As infiltrações são raras, já que os porcelanatos têm baixíssima absorção, mas acontecem. O mais frequente são as manchas por ataques químicos causados pelo uso de produtos químicos inadequados. Nestes casos, o polimento das peças é comprometido, gerando manchas esbranquiçadas e ofuscadas. Os locais afetados começam, a partir de então, a reter sujeira, já que estarão mais ásperos que os demais.

É importante ressaltar que quase todos os tipos de danos têm solução, uma vez que já foram desenvolvidas técnicas e produtos específicos para cada situação. Cada tipo de mancha tem um procedimento diferente para a solução, sendo que as de ataque químico são normalmente sanadas com o um novo polimento.

A maioria dos porcelanatos polidos e gloss vêm com uma película protetora destinada a protegê-los durante seu transporte, manuseio e da própria obra. Ela deve ser removida ao final da obra para que o piso fique com seu melhor aspecto. Mais uma vez será importante o uso de produtos específicos para a função.

Na próxima página, veja quais produtos usar para limpar seu piso de porcelanato.

Como limpar porcelanato

O que usar

Porcelanatos polidos ou gloss devem ser mantidos livres de poeira e limpos regularmente com detergentes neutros específicos. Impermeabilizantes também podem ser usados, principalmente nos do tipo polido, sem a 'camada gloss'.

O que não usar

Ceras (os porcelanatos devem brilhar por si e não pelo uso de ceras), sabão em pó, produtos do tipo multiuso, limpa-pedras, removedores de ferrugens de roupas, limpadores de alumínio, vinagre, saponáceos, produtos clorados, desinfetantes e qualquer acessório muito abrasivo. Todos podem 'abrir' os poros de seu revestimento, ocasionando manchas e futuros encardimentos.

Uma das principais características dos porcelanatos, que á a sua homogeneidade, pode resultar na percepção de toda e qualquer discrepância em seu aspecto. Até um cílio é percebido no chão, não é mesmo? Então, qualquer defeito salta aos olhos e incomoda bastante. O mesmo não acontece na mesma intensidade com outros revestimentos, como os mármores e granitos, por exemplo. Os consumidores de porcelanatos também são mais exigentes, possivelmente porque a expectativa gerada por sua fama ainda é enorme.

Saiba mais sobre como limpar os pisos de porcelanato.

Tags:

Comentários

Seja o primeiro a comentar nesse post!

Ir para o topo