Como montar uma caixa de ferramentas

Compartilhe! Facebook Twitter Pinterest

Saiba quais ferramentas são indispensáveis em situações emergenciais

Algumas situações emergências em casa, como um vazamento de água, exigem que os próprios moradores façam certos serviços de reparo mesmo antes da chegada dos profissionais técnicos. Para isso, e também para pequenas situações corriqueiras como fixar um parafuso frouxo, pendurar um quadro e trocar uma torneira, é importante ter uma caixa de ferramentas equipada, no mínimo, com itens básicos.

O Portal Bbel conversou com alguns profissionais para listar quais são as ferramentas mais importantes e quais aquelas que podem compor uma caixa de ferramentas mais elaborada. Veja abaixo as dicas de Wagner Santos, da Dr. Resolve, e de Angélica Rodrigues, arquiteta da Praquemarido, ambas empresas especializadas em serviços de reparos e reformas residenciais.

Itens básicos

Jogo de chaves de fenda com numeração de 8 a 20, jogo de chaves de boca, chave inglesa, grifo, lanterna, fita isolante, fita veda rosca, cola, alicate universal, alicate bomba d'água, chave grifo, serra, chave philips, furadeira e parafusadeira, assim como brocas e parafusos, são os itens que qualquer caixa de ferramentas precisa ter. A escada não cabe na caixa, mas também é um item que não pode faltar em casa.

Hoje existem diversos tipos de ferramentas para reparos específicos, mas as listadas acima são capazes de resolver quase todos os problemas de manutenção de uma residência, segundo Wagner Santos.

Se você é daqueles que gosta de cuidar pessoalmente dos reparos da casa, vai precisar de uma caixa de ferramenta mais completa, que agrega itens como trena ou fita métrica, colher de pedreiro, ponteiro e talhadeira, desempenadeira, nível, martelete, maquita de cortar pisos, serra, além de alicates de pressão, de corte e de pontas. A arquiteta Angélica Rodrigues mensura que com cerca de R$ 600 ou R$ 800 é possível montar uma caixa de ferramentas completa.

Saiba qual rolo usar para pintar a parede.

Tags:

Comentários

Seja o primeiro a comentar nesse post!

Ir para o topo