Ambientes iluminados

Compartilhe! Facebook Twitter Pinterest

Ideias para iluminar a sua casa

Um projeto de iluminação que considera as especificidades de cada espaço é capaz de proporcionar conforto, amplitude e a valorização dos detalhes da decoração. O site BBel selecionou ambientes iluminados por arquitetos, designers de interiores e decoradores com diversos recursos, como rasgos em tetos de gesso, lâmpadas embutidas e espelhos.

 Sala iluminada por rasgos em sanca

Nesta sala de estar decorada pela designer de interiores Roberta Devisate, os elementos clássicos combinam com a discrição da decoração nos rebaixos em gesso. Um longo rasgo com luz indireta mescla fluorescentes amareladas e mangueiras de luz, variando a intensidade. Focos de luz em pontos estratégicos iluminam o vasto acervo de artistas consagrados, entre eles uma tapeçaria de Manabu Mabe e uma pintura de Harry Elsas.

Na próxima página, veja outros ambientes iluminados com rasgos em sanca.

Rasgos de iluminação

Este projeto foi elaborado para um apartamento de três quartos, localizado no bairro da Taquara, na cidade do Rio de Janeiro. No rebaixo de teto da sala de jantar bem como no rebaixo que avança pelo corredor, a arquiteta Monique Granja previu rasgos para iluminação indireta através de cabo de sanca com lâmpadas bolinha de sete watts, da Relumi Iluminação, o que trouxe um efeito cênico ao apartamento.

 Apartamento decorado

O ambiente foi projetado para um jovem casal que queria uma decoração com cores neutras. A arquiteta Iliana Murtinho, em parceria com a Todeschini Tijuca, inseriu no projeto rasgos de aproximadamente 30 cm no teto de gesso para embutir luz fluorescente branca. Além disso, foram feitos rasgos na parede na qual está o mobiliário para a TV.

Iluminação no quarto de casal

A designer de interiores Ana Meirelles optou por um misto de lâmpadas fluorescentes com incandescentes , como PAR 20, dicroicas e AR70. No quarto do casal, criou uma iluminação pontual, com destaque para o papel de parede.

 Estante com pontos de luz

Esta decoração também foi feita em um quarto de casal e pretendeu dar evidência às lembranças de viagem dispostas na estante de TV. Para favorecer cada objeto ali exposto, o designer de interiores Leonardo de Magalhães Pinto decidiu projetar luz em cada nicho da estante com uma iluminação de teto e uma indireta dentro da sanca em volta do móvel, dando opção de cenários de iluminação diferentes.

Iluminação unida a espelhos

Para este projeto, o decorador Geraldo Segreto buscou unir um ambiente bem iluminado a espelhos colocados de forma estratégica para fazer o espaço parecer bem maior e mais claro, realçando tudo que está ao redor.

Outro ponto forte é a base em X da mesa de jantar desenhada por Segreto e executada pela Todeschini Centro Niteroi em tom de madeira antique, que lembra muito madeira de demolição e está super em alta.

 Hall de entrada

No hall de entrada do apartamento de aproximadamente 65 metros quadrados, a arquiteta Monique Granja usou uma iluminação pontual na parte inferior do espelho, à direita, que garante amplitude ao local.

Aprenda a decorar pequenos espaços.

Tags:

Comentários


  • 15 de fevereiro de 2011 às 00:00
    adorei as duas salas a luminosidade está ótima gostaria de ter uma decoração como essa, a luz tem seus efeitos próprios e em maõs de´pessoas com dom magnífico de decoração tudo fica maravilhoso, meus parabéns
  • 15 de fevereiro de 2011 às 00:00
    Na iluminação o elegante o prático e funcional, não tem que ser exatamente moderno, basta ser cirativo, mantendo o charme e causando o impacto do prazer na mistura da luminosidade com cores.
    Está tudo em armonia, muito bom mesmo.
  • 15 de fevereiro de 2011 às 00:00
    faltou um detalhe...
  • 15 de fevereiro de 2011 às 00:00
    Lindo
  • 15 de fevereiro de 2011 às 00:00
    Gosto do impacto e da ousadia na iluminação, essa está linda, sem exagero com linhas simples proporcionando uma iluminação homgênea, exatamente o efeito que ele quer atingir, tênue e acochegante...
  • 16 de fevereiro de 2011 às 00:00
    Bem, vale lembrar que as lâmpadas fluorescentes compactas e tubulares de cor branca "tipo luz do dia" devem ser instaladas em locais onde se deseja atenção e/ou concentração, cozinha, banheiros, area de serviço, etc; já as lâmpadas fluorescentes chamada de "amarela", na verdade não são amarelas mas são chamadas assim por sua tonalidade. Estas devem ser usadas em locais onde se deseja claridade mas com "conforto" por isso mais indicadas para locais como quartos, salas, etc E as halógenas, são lâmpadas decorativas e devem ser usadas onde se deseja realçar algo, ex. quadros, móveis, paredes, etc... DICA: A Alumbra está com uma nova linha e vale conferir!!!
  • 16 de fevereiro de 2011 às 00:00
    importante lembrar que só com um bom projeto de iluminção (lâmpadas adequadas a cada área) é que se obterá o resultado desejado..... IMPORTANTE
  • 16 de fevereiro de 2011 às 00:00
    maravilhoso o que encontrei nesse saite parabens a quem decorou tudo perfeitp do této até o chão
  • 16 de fevereiro de 2011 às 00:00
    muito bonito, tudo bem claro, alegre. otimas ideias. bem aconchegante. parabens valeu...
  • 16 de fevereiro de 2011 às 00:00
    veja este artigo, bem legal os projetos
    bj
  • 30 de maio de 2012 às 00:00
    De muito bom gosto, da iluminação,dos tons dos ambientes e das decorações,muito agradável. parabéns.
Ir para o topo