Aprenda a usar o vermelho na decoração

Compartilhe! Facebook Twitter Pinterest

Arquitetos dão dicas para não exagerar na cor

A simbologia e o impacto visual do vermelho levam muitos arquitetos a abusar da cor como conceito em mostras de decoração e, quando é do desejo do cliente, aplicá-la em projetos residenciais. Mas, assim como no vestuário, nada em excesso cai bem. O tom vibrante deve ser usado na medida certa para que chame a atenção sem perturbar os sentidos de quem está no ambiente.

A arquiteta Jóia Bergamo declara o gosto pelo vermelho, principalmente por significar prosperidade e exercer a função de "esquentar" o espaço. Contudo, coloca algumas restrições. "Sempre uso no social, para dar um toque diferente e sofisticado. Já no quarto e banheiro não gosto de usar, a não ser no lavabo, onde as pessoas não ficam muito tempo", comenta.

O arquiteto Fabrício Forg também prefere o vermelho nas áreas sociais, em que as atividades não requerem muita concentração e as pessoas não ficam olhando para a cor por muito tempo. "Para quartos e banheiros, é melhor utilizar em detalhes decorativos menores".

Martin Szmick

Quanto à harmonização da cor com outras igualmente vibrantes como o amarelo, Bergamo é taxativa: "Nunca, só uso o vermelho quando o ambiente é monocromático para o branco, cru ou preto". Um exemplo disso está na sala de estar acima assinada pela arquiteta que contrapôs a monotonia do ambiente com um sofá vermelho. "O vermelho nunca deve ser puro, deve puxar para o cereja ou tomate e ser usado com muito discernimento e cuidado", acrescenta.

Embora considere que é mais fácil combinar o vermelho com cores neutras, Forg admite mesclas cromáticas. "Outras cores podem sim conviver bem com o vermelho, como o azul e o amarelo, tendo cuidado com os tons, é claro. O problema é que acertar esses pontos nem sempre é uma tarefa tão fácil, por isso aconselho para decorações mais vibrantes a consultoria de um especialista em cor", recomenda.

Na página seguinte, veja como usar o vermelho em outros ambientes.

Vermelho na sala, cozinha e biblioteca

A arquiteta Simone Goltcher adotou a mesma linha de Bergamo, inserindo a cor em um ambiente neutro. Pinceladas de vermelho são dadas com almofadas e objetos de decoração.

 Cozinha vermelha e branca

A união de vermelho e branco foi a aposta da arquiteta Adriana Fontana para a cozinha do apartamento na imagem acima. O piso com listras de pastilhas vermelhas alongou o espaço e combinou com as portas vermelhas do armário.

Biblioteca

Fabrício Forg diz que a cor pode fazer parte de uma decoração temática, logo o uso do vermelho deve acompanhar elementos da mesma linguagem, como temas chineses e étnicos, caso do projeto ilustrado na imagem acima. A biblioteca de uma residência decorada por Forg foi inspirada no continente africano, em que as pitadas de vermelho ornam com as estampas de animais.

Como quebrar o branco na sua casa.

Tags:

Comentários


  • 19 de novembro de 2011 às 00:00
    Adorei tudo!!! de muito bom gosto e neutralidade.
    Parabéns!!!
  • 25 de abril de 2012 às 00:00
    adorei esta decoraçao!
  • 27 de abril de 2012 às 00:00
    Quero saber se as cores dos móveis devem ser os mesmos... exemplo: se eu usar vermelho na estante da sala de estar, devo usar vermelho na cozinha tbm ou no quarto. Comprei uma estante para a minha sala no tom vermelho e estou na dúvida na hora de decorar a cozinha.
  • 18 de setembro de 2012 às 00:00
    Tenho uma cozinha com armarios vermelhos, ~da sala de estar para a cozinha não existe porta , é espaço aberto , os sofás são de couro castanhos e a estante da sala tb é castanha , a janela da cozinha deve ter cortinado igual À sala, que cor devo usar na decoração da sala cortinados etc.
  • 19 de setembro de 2012 às 00:00
    A minha sala tem um sofá no tom cru, tapete vermelho cereja, poltronas vermelhas, manta vermelha e almofadas mescladas vermelhas e bege. O porcelanato é bem claro. Quem fez essa decoração foi a dona da loja que comprei os móveis, em alguns momentos penso que a cor está em excesso. O que vcs me dizem?
Ir para o topo