Como cuidar do jardim quando você viaja

Compartilhe! Facebook Twitter Pinterest

Suas plantas vão ficar sozinhas enquanto você viaja? Coitadinhas, elas podem ser muito prejudicadas se você não pensar em como deixá-las.  Proteção, irrigação e iluminação precisam ser planejadas antes da viagem.

Mesmo que as deixe sozinhas em casa por uns dias, precisa tomar alguns cuidados para que estejam saudáveis quando você voltar. O mais importante é garantir a irrigação e a iluminação das plantas. O primeiro passo é trazer os vegetais para dentro da casa.

"Se a planta estiver em uma varanda ou local que possa ser danificada por fatores climáticos, seria interessante recolhê-la, porque as que estão em interiores têm menos necessidade de regas. Seria legal deixa-la  dentro de casa com o pratinho cheio de água, por que assim ela consegue chupar a água".

Ao recolher as plantas para o interior da residência, no entanto, você não pode esquecer de garantir que ela fique em um local iluminado para que a fotossíntese seja realizada sem problemas. Vale posicionar o vaso próximo a porta ou janela e manter a cortina aberta, por exemplo.

Plantas de sombra, meia sombra e suculentas

As plantas de sombra, como as dracenas, já são habituadas a locais com menos luz, porque na natureza seu ambiente original são os espaços sombreados. Por isso, elas sofrem menos ao ficarem sozinhas ou a serem transportadas para dentro das casas. As suculentas, que são plantas com menos necessidade de regas também não necessitam de muita atenção.  Essas plantas sobrevivem à ausência dos moradores da casa por até uma semana ou dez dias.

Alguns dias antes de sua viagem, você pode começar um processo para que as plantas que normalmente ficam na área externa e serão colocadas dentro se adaptem melhor à mudança. Se elas recebem quatro horas de sol por dia, vá aos poucos diminuindo o tempo de exposição solar, assim elas vão se acostumar à sombra. Isso funciona principalmente com as plantas de meia sombra.

"Sempre lembrando que plantas de pleno sol precisam dele. Elas podem aguentar , mas se ficarem muito tempo fora de suas condições ideais vão sofrer. O melhor ainda é pedir para alguém passar na casa uma vez por semana para irrigar as plantas".

Ervas e plantas de pleno sol

Ervas aromáticas são muito sensíveis à falta de regas, por isso merecem muita atenção ao serem deixadas sozinhas. Algumas plantas retomam seu aspecto original ao receberem água depois de um período de desidratação, o que não ocorre com as ervas que, depois de uma semana em média sem regas vão ficar irreversivelmente prejudicadas.

As plantas de pleno sol, como os gerânios, não podem ser colocadas dentro de casa nem deixadas na sombra, por isso, neste caso, a melhor saída é adotar um sistema de irrigação e mantê-la exposta ao sol, mesmo que a viagem dure apenas alguns dias.

Irrigação

Para manter as plantas hidratadas durante sua viagem, você pode adotar algumas soluções caseiras de irrigação. Manter os pratinhos cheios de água para a planta ir absorvendo é uma delas. Outra é recorrer a sistema de gotejamento.

Uma garrafa pet com furinhos na tampa  não deixa de ser um sistema de irrigação que fica gotejando sobre o vaso.    O segredo é enterrar a boca da garrafa na terra do vaso e encher a garrafa com água. Dessa forma, a planta vai se encarregar de sugar o líquido no interior da garrafa.

O mercado oferece hoje sistema de irrigação computadorizado em pequenas escalas e móveis. Com eles, você pode programar a intensidade e a periodicidade das regas de suas plantas antes de sair de casa.

Leia também sobre cuidar das folhagens.

Fontes: Paisagista Marcos Bracher, engenheira Graziela Lourensoni

Tags:

Comentários

Seja o primeiro a comentar nesse post!

Ir para o topo