Como remover textura e papel de parede

Compartilhe! Facebook Twitter Pinterest

Faça você mesmo

Muitas vezes, papéis de parede e texturas podem ser removidos por qualquer pessoa, sem a necessidade de contratação de um profissional especializado. Antes de se aventurar na tarefa, é importante saber qual o procedimento correto para retirar estes revestimentos sem que a parede fique danificada.

Água e espátula são os acessórios básicos para a remoção do papel de parede. Juan Caballero, diretor comercial da Muresco, fabricante deste tipo de material, explica que existem dois tipos básicos deste revestimento: vinilizado e vinílico. "Para retirada do vinílico, deve-se retirar primeiro a capa de vinil. Basta iniciar por uma das pontas do produto e remover toda a camada plástica puxando com a mão", orienta Juan.

Depois disso, os dois tipos seguem o mesmo procedimento de remoção, pois o papel de parede vinilizado não possui capa de plástico. "Em seguida, deve-se umedecer com água o substrato que ainda ficou aderido à parede. Essa retirada é facilitada quando se usa uma espátula, de preferência de plástico para não danificar a parede. Embora o vinilizado seja mais resistente, por ter a camada de celulose mais espessa, a forma de retirada também é com umedecimento", menciona Juan.

Ângela Ferraz, da loja Textura e Cia, especializada em revestimentos, ensina que um balde com água limpa, sabão em pó e uma vassoura de pelo podem ajudar muito nesse processo. "Através de movimentos verticais, aplique água e sabão com abundância. Deixe descansar por algumas horas, depois é só remover o papel", afirma. Ela ressalta que para fazer isso é preciso que a parede não esteja com fundo de massa corrida, pois ela pode dissolver, e que o piso seja de cerâmica, pois a água pode danificar carpetes e pisos de madeira.

O representante da Muresco comenta que a solução para umedecer o papel de parede também pode ser de água morna com sal, na proporção de dez litros de água para 300 miligramas de sal. Caso a parede sofra danos, o ideal é que eles sejam corrigidos com a aplicação de massa corrida. Se usar sabão, lave a parede com água limpa para eliminar possíveis resíduos e não se esqueça de deixar que ela seque por completo antes de aplicar o novo revestimento.

Na próxima página, aprenda como deve ser feita a remoção de texturas.

Eliminado a textura

A remoção de texturas demanda mais etapas de trabalho e precisa com mais frequência da ajuda de profissionais. "Considerando uma parede interna, o proprietário poderá executar tranquilamente seguindo orientações. Mas considerando que a parede seja a fachada de uma casa, e que o proprietário não conheça as etapas de remoção, sugiro a contratação de um profissional, afinal refazer uma parede interna é mais fácil", avalia Ângela Ferraz.

A qualidade do revestimento vai influenciar diretamente no processo de retirada. Existem algumas texturas que não são feitas para serem removidas. Neste caso, segundo Ângela, a retirada só se torna viável se o revestimento foi danificado por infiltrações. "A textura de boa qualidade só pode ser removida quando a superfície apresentar infiltração, pois a própria parede 'com deficiência' repele a textura criando bolhas, que podem ser retiradas com uma espátula. A remoção, porém, somente é possível nessas áreas", destaca.

Fátima Machado, supervisora do atendimento ao cliente da Coral, acrescenta que se houver a necessidade de se remover a textura aplicada na parede, o procedimento recomendado é mecânico, com o auxílio de ferramentas, como talhadeira e espátula. "Ainda assim, após a remoção mecânica será preciso lixar muito bem a superfície e nivelá-la com massa", menciona.

As duas profissionais indicam que se a textura estiver em bom estado, eliminá-la da parede não é a melhor opção. "Não removê-la é melhor, afinal o revestimento protege a parede criando uma película de proteção que repele jatos de água e água de chuva. Considerando uma textura firme, nós aconselhamos a nivelação da área que, além de facilitar o procedimento, evita resíduos dispensados ao meio ambiente", argumenta Ângela.

De acordo om Fátima Machado, dependendo da espessura da textura aplicada, basta que ela seja nivelada com massa acrílica ou PVA. Normalmente, texturas de baixo relevo podem ser cobertas com massa sem que isso comprometa a estética do ambiente ou o seu nivelamento. "Se a ideia for apenas mudar o efeito da textura, por exemplo, de rústica para uma lisa com relevos, será preciso preencher a textura antiga, com a própria textura lisa ou massa, e aplicar o novo efeito", comenta a representante da Coral.

Na página a seguir, leia mais sobre como substituir a textura e como aplicar um revestimento sem remover o papel de parede.

Opções para manter o papel de parede

Antes de começar o processo de nivelamento da textura, é necessário que a parede seja lavada para eliminar resíduos aglomerados, como pó e poluição. Ângela Ferraz orienta que esta lavagem pode ser feita com água sanitária ou sabão em pó dissolvidos em água. A solução deve ser aplicada com um jato. Ao final, enxágue com água limpa.

Ela destaca que o tipo de relevo da textura deve ser analisado ao se escolher o tipo de massa para o nivelamento. "Se for alto relevo, aconselho a usar uma massa niveladora rústica. Se for relevo baixo, utilize a própria textura numa versão mais fina. Aplique com a desempenadeira, distribua a massa de maneira uniforme, procure colocar uma camada que, apesar de fina, cubra o relevo apresentado. Se for preciso uma segunda camada, aguarde de 12 a 24 horas, o que evita a possibilidades de bolhas", esclarece Ângela.

Existem alguns casos nos quais você pode não retirar o papel de parede. Se a sua intenção é aplicar o mesmo tipo de revestimento, o novo pode ser colocado sobre o antigo. Quando o papel já instalado for do tipo vinílico, a aplicação do novo pode ser feita sem maiores problemas após a remoção da capa plástica. Essa solução apenas é viável se o substrato do papel que ficou na parede se mantiver firme e bem aderido a ela.

"Se for vinilizado, desde que bem aderido à parede, basta lixar as emendas, sempre levemente, com lixa de grano fino, para não aparecer o 'cordão', que é a emenda de uma faixa com a outra. Se for um vinilizado brilhante deve ser lixado na totalidade", ensina Juan Caballero.

Além disso, o diretor da Muresco afirma que existem papéis de parede no mercado que já foram desenvolvidos para receber pintura, evitando a necessidade de remoção no futuro. Mas, se o seu não é deste tipo e você pretende pintar o ambiente, o revestimento precisa ser removido por inteiro. Em casos que o papel está descolando da parede e o revestimento é o do tipo vinílico, uma das soluções possíveis é reaplicar as faixas do material. "Sendo vinílico e tendo material suficiente do mesmo lote utilizado, a substituição de faixas inteiras pode ser feita. É uma das vantagens do Vinílico", comenta Juan.

Leia também sobre o uso de painéis de madeira na parede.

Tags:

Comentários


  • 3 de novembro de 2011 às 00:00
    Muito boas orientações a respeito de remoção ou não das texturas nas paredes. Muito interessante saber que, de repente, é melhor não removê-las.
  • 3 de novembro de 2011 às 00:00
    QUERO SABER SE POSSO PINTAR EM CIMA DO PAPEL DE PAREDE?????
  • 3 de novembro de 2011 às 00:00
    Sou pintor e a forma mas fácil que uso para tirar a textura é com solvente thiner .umedecendo a parede, depois com uma espatula retirasse a massa de textura e nao danifica a parede... depois é só lixar e passar um pano umedecido com sabão neutro e se quiser passe uma massa corrida .,a tem que usar mascara óculo e luva pois o thiner é um solvente ,que com contato com a pele pode arder e queimar..
  • 3 de novembro de 2011 às 00:00
    gostei muito, gostaria de saber se posso utilizar massa corrida direto sobre o rebocor um tipo de revestimento, que esta na minha parede a alguns anos
  • 3 de novembro de 2011 às 00:00
    que legal vou economizar com pedreiro e eu e minha esposa vamos remover a textura obrigado pela dica
  • 3 de novembro de 2011 às 00:00
    ola tudo bem minha casa do lado de fora a parede e com quartoz queria saber como eu posso reitar e se tem como retirar
  • 3 de novembro de 2011 às 00:00
    amor
  • 4 de novembro de 2011 às 00:00
    Olá, bom dia.

    Olha a matéria é interessante, mas há uma maneira mais eficaz para se remover uma textura. Segundo o pintor que fez esse trabalho la em casa, ele, participou de um curso na Suvinil e ele disse que para remover a textura é só passar tiner e deixar agir por uns 20 minutos, maximo meia hora e depois removê-la com uma espátula. Ele disse que sai tudo.!!! Experimente fazer um teste.

    Espero ter ajudado!

    Abraços

    Adriano - São Manuel - SP
  • 4 de novembro de 2011 às 00:00
    NÃO SENDO PROFISSIONAL EM FAZER O SERVIÇO UMA PEGUNTA ? COMO SE FAZ QUANDO SURGI UMA DUVIDA RELAÇÃO AO SERVIÇO QUE ESTA SENDO FEITO.TEM QUE SER PROFISSIONAL PARA SE RESOLVER .
  • 24 de novembro de 2011 às 00:00
    ola,
    interessante mais existi maneiras mais rapido e facil. mais parabéns pela dica..
  • 27 de junho de 2012 às 00:00
    Olá eu sou pintor e gostaria de saber como eu faço para remendar textura rolada
    qual é o segredo para que o remendo fique perfeito.
  • 8 de janeiro de 2013 às 00:00
    Ola.
    Tenho uma parede com textura no meu quarto e gostaria de estar colocando adesivo de parede, existem adesivos proprios para textura ou terei que nivela la a textura é pra fora...
    também pensei na possibilidade de estar pintando um desenho com tinta oleo na textura mas nao sei se fica bom. O que devo fazer sem que eu gaste muito
  • 13 de julho de 2013 às 00:00
    ola,tenho uma casa para pintar e remover textura ,mais foi muito bom as ideias
Ir para o topo