Confira as dicas para cultivar jardim em apartamento

Compartilhe! Facebook Twitter Pinterest

Falta de espaço não é mais desculpa para não ter um jardim em seu apartamento

Muitas pessoas ainda relutam em sair de uma casa e mudar para um apartamento. Um dos principais motivos para tal resistência é a falta de espaço, o que inclui também abrir mão do jardim. Porém essa desculpa já faz parte do passado. Com novas técnicas, criatividade e bom gosto é possível criar um jardim dentro do apartamento , mas é preciso atenção ao microclima do imóvel e à compatibilidade das plantas com o espaço.

Segundo a artista plástica e paisagista Gica Mesiara, cada apartamento tem o seu próprio microclima e é preciso verificar se o ambiente fornece os elementos necessários para o cultivo das plantas. "Os apartamentos são diferentes uns dos outros. Uns são mais ensolarados, outros têm mais sombra. Antes de comprar é preciso avaliar o que o espaço oferece para o crescimento e desenvolvimentos das plantas ", comenta a paisagista. Incidência direta de luz solar e a ventilação do apartamento contribuem para determinar o tipo de planta que melhor se adapta ao espaço. "O bambu mossô, por exemplo, é uma planta bastante procurada por ser bonita, porém, esse tipo de vegetal não sobrevive em ambientes internos", explica a paisagista.

Gica aconselha a não usar árvores e arbustos de grande porte devido ao tamanho de seus vasos, que ocupam muito espaço. Algumas plantas como a samambaia, árvore da felicidade e o lírio são mais indicados, pois se adaptam bem ao ambiente interno, não necessitando de sol em abundância.

Veja na próxima página quais são as opções para montar um jardim dentro do apartamento.

Cuidados com o seu jardim

O paisagista Alexandre Zebral comenta que uma de suas preocupações ao montar um projeto é com a distância entre a planta e a janela, que deve ser no máximo de 3 metros. O paisagista sugere o uso de plantas que toleram meia sombra ou sombra total. Outro fator a se avaliar é a incidência de luz, que pode ser plena (a planta fica exposta ao sol durante todo o dia) ou indireta (exposta aos raios solares apenas em um período do dia).

Alexandre sugere buscar informações sobre o tipo de planta que se tem intenção de usar na decoração. "Dependendo da espécie, a planta não permite poda para controle de tamanho. Outro problema é em relação ao uso de flores nos ambientes internos, pois elas precisam de muita luz para se desenvolver. Para ambientes com ausência de luz, utilizamos as folhagens", explica o paisagista.

O sistema de drenagem é fundamental para o bom desenvolvimento da planta. O vaso deve conter furos na parte inferior para escoar o excesso de água. Para ajudar a filtrar, uma camada de pedrisco ou argila expandida é colocada no fundo, sendo recoberta por uma manta responsável por não deixar os nutrientes escoarem junto com a água. Em seguida é colocada uma camada de terra adubada, encontrada em casas agropecuárias.

O paisagista lembra que ao transportar a planta para um vaso, ou replantá-la, é preciso muito cuidado para não danificar o turrão que se forma junto às raízes. A maioria das plantas não resiste aos danos causados nessa região. Outra dica importante é a troca anual da terra do vaso, tendo em vista que, por conta das regas, os nutrientes acabam ficando escassos, prejudicando o desenvolvimento do vegetal.

Na próxima página veja algumas ideias para o seu jardim.

Ideias para o seu jardim

As opções para montar um jardim começam nos típicos vasos de plástico e cerâmica, comuns nas casas e apartamentos mais tradicionais. Outra opção é o projeto de alvenaria, que possibilita as mais diversas formas de estrutura, adaptando-se ao ambiente. Mas para quem não tem disponibilidade para fazer obras em casa, uma boa opção são os quadros e painéis vivos, que seguem a tendência do jardim vertical.

A estrutura em madeira ou acrílico embeleza o ambiente e tem por objetivo aproximar o homem da natureza. A praticidade na instalação é grande atrativo. Segundo Gica Mesiara, a estrutura necessita apenas de parafusos, para fixação, e uma tomada, que fornecerá energia para o sistema de irrigação próprio. Os quadros e painéis também são vendidos com opção de rega manual, conforme preferência do consumidor.

Alexandre Zebral comenta que as cores da decoração devem combinar com as plantas escolhidas, desde que essas suportem o ambiente a que serão submetidas. "Outro fator que eu exploro nos projetos é em relação às sensações que o proprietário quer receber do ambiente. Folhagens transmitem tranquilidade, enquanto plantas com pontas transmitem energia", explica o paisagista.

Os ambientes mais explorados para instalação de jardim são varanda e sala, devido à maior incidência de energia solar. Luminosidade, ar condicionado e circulação de ar interferem diretamente na escolha das plantas, pois determinam também a velocidade de evaporação da água. Para evitar problemas com infiltração e perda de plantas, Gica sugere a contratação de um profissional especializado para produção do projeto paisagístico e consultoria.

Para ambientes que não possuem iluminação suficiente, como cozinhas e cômodos da área íntima, uma opção é a iluminação artificial. Segundo a paisagista, essa técnica já é bastante utilizada no exterior, porém, ainda não há ferramentas no mercado brasileiro que atendam satisfatoriamente as necessidades de iluminação de determinadas plantas.

Veja como transformar a parede da sua casa num jardim vertical.

Tags:

Comentários


  • 25 de novembro de 2011 às 00:00
    Adorei o artigo. Parabens pela criatividade. Efeito muito bonito. Unica duvida: como regar o Spathiphyllum atraz do sofá, na sala? Vivo correndo atraz de pantas de meia sombra.
  • 26 de novembro de 2011 às 00:00
    Olá Antonio!

    A paisagista Gica Mesiara me contou que os lírios-da-paz, também conhecidos como Spathiphyllum, foram plantados em um painel vivo, que possui um sistema de irrigação automática e evita tanto o desperdício de água quanto a bagunça de usar um regador.

    Beijocas estaladas,
    Bebel
  • 27 de novembro de 2011 às 00:00
    Eu quero cultivar plantas para fazer chás, remédios e ao mesmo tempo que embelezem meu jardim. Me dêem ideias.
  • 27 de novembro de 2011 às 00:00
    Nao gostei, achei nada a ver. Quem tem necessidade de cultivar um jardim deveria se mudar pra uma casa.........
  • 15 de fevereiro de 2012 às 00:00
    GOSTAlia de faze um jaldim na minha casa mas não tenho ideia me ajude
Ir para o topo