Conheça as opções de piscina

Compartilhe! Facebook Twitter Pinterest

O que levar em conta para construir uma piscina ideal

Todos os tipos de piscina oferecem vantagens e desvantagens e cada um deles tem características específicas. Para definir qual é o mais indicado, utilize critérios de avaliação como durabilidade, praticidade, excelência, custo e benefício. Para tudo sair do modo planejado, contrate uma empresa com experiência no setor, capaz de gerar o projeto conforme o seu gosto e prazo.

A principal dica é não perder tempo. O inverno é a melhor época para a realização desse projeto. Segundo Mauro Rafael, analista de marketing da SIBRAPE, empresa fabricante de piscinas, as promoções são consideráveis. "Neste período, alguns fabricantes costumam improvisar descontos relevantes, ações e promoções por causa da queda da demanda. As ofertas chegam a descontos de 5% a 15%, além de diminuir os valores em relação ao custo da mão de obra, geralmente cobrada por hora", comenta.

Já para o engenheiro especializado em construção de piscinas Antônio Carlos Ignácio, outro fator importante é o clima. "O período do inverno facilita a construção por conta do clima seco e de pouca chuva. Já no verão, poderão ocorrer atrasos na obra por causa das chuvas passageiras", analisa.

O primeiro passo para a construção da piscina será definir exatamente o que você pretende e saber se sua propriedade tem condições físicas para receber esse projeto É necessário que você pense na quantidade de pessoas que irão utilizar a piscina, possibilidade de crescimento familiar e considere o aumento da frenquência de visitas a partir do momento em que a piscina ficar pronta. Fique atento a estes aspectos, pois depois de construí-la, será dificil ampliá-la.

Antes de inciar o processo de construção, é preciso definir a área que pretende utilizar. Avalie o espaço disponível e as condições do terreno. Essa é uma etapa importante do processo, que requer atenção e planejameto para evitar problemas. É ideal contratar uma empresa especializada em sondagem e fazer um projeto do perfil geológico do terreno.

Envie esse projeto para um engenheiro especializado neste tipo de obra ou em fundações para analisar e verificar onde construir a piscina. "O melhor terreno para apoiar a piscina é um solo plano, natural, arenoso, sem água e que suporte uma carga de no mínimo meio quilo por centímetro quadrado", explica Antônio Carlos Ignácio. O orçamento de uma piscina é baseado no tamanho e nos tipos de materiais que serão utilizados para construí-la. Portanto, é necessário prestar atenção principalmente no tamanho da piscina, pois isso pode encarecer o projeto. Além da implantação e custos dos equipamentos necessários, há a manutenção. Uma boa parte do orçamento pode ficar comprometida por isso. Cada tipo de piscina acarreta um custo diferente, assim como a conservação.

Diferentes tipos de piscina

Os sistemas mais utilizados na construção de piscinas são concreto armado e alvenaria, mas existem outras opções aqui no Brasil, como a fibra de vidro e vinil. Esses tipos apresentam particularidades que devem ser observadas.

Concreto

Esse tipo de piscina é o mais comum, construído por meio de uma armadura metálica responsável por resistir aos esforços de tração. A estrutura também é impermeabilizada e revestida com materiais como gesso ou azulejo. A vantagem desse tipo de piscina é que elas podem ser personalizadas e adaptadas a todos os tipos de terreno, sendo arquitetada em qualquer formato e tamanho. Dessa maneira, o investidor poderá usar a criatividade de acordo com a área permitida.

Outra vantagem desse material é a durabilidade, pois apresenta superioridade em relação aos outros tipos. Uma dica importante é ficar de olho no orçamento, pois esse tipo de construção é o mais caro. O ideal é prestar atenção no processo de impermeabilização das paredes, para não surgirem problemas de vazamentos e trincas na estrutura, pois os reparos são dispendiosos e complexos. Por outro lado, quando as manutenções são feitas corretamente, o material pode durar em média quinze anos.

Fibra de vidro

A piscina de fibra de vidro é um produto industrializado e seus modelos são pré-definidos pelos fabricantes. Para implantá-la é necessário ter um apoio resistente no local onde será instalada. Esse tipo de construção conta com algumas restrições em relação ao transporte e formato. Porém, é o tipo mais barato e rápido para a instalação. Pode durar em média 10 anos quando as manutenções regulares são feitas.

As desvantagens desse produto são a inviabilidade de construir em coberturas de edifícios e a possível apresentação de bolhas e fissuras com o tempo de uso. Uma opção viável é a compra de uma fibra com espessura mais grossa.

Alvenaria e vinil

Vinil

A piscina de vinil tecnicamente é mais indicada para terrenos de solos firmes e naturais ou quando há a necessidade de conclusão rápida da obra. Para a construção desse tipo de piscina é necessário executar uma caixa de alvenaria e dentro desta caixa instalar o bolsão de vinil. Essa estrutura da piscina possui custo mais acessível.

Por outro lado, esse tipo de revestimento está sujeito a cortes acidentais causados por objetos pontiagudos. Se isso ocorrer, os especialistas garantem que o reparo é bastante simples e pode ser feito mesmo debaixo d'água. Encontrado em várias estampas, esse tipo de piscina precisa de pouco tempo para ser instalado. Com os devidos cuidados e manutenção durará em média sete anos.

Alvenaria

A piscina de alvenaria é a construção de uma caixa com blocos de cimento, vigas e colunas, que é impermeabilizada e revestida em cerâmica. Esse tipo de estrutura precisa de atenção no tipo de solo de apoio e laterais onde será construída. Os terrenos firmes e naturais são ideais para a construção desse modelo. A obra poderá ser executada em vários formatos, apresentando um custo cerca de 20% menor do que a de concreto armado. Porém, como a estrutura é feita com alvenaria de blocos assentados e massa guinada na obra, fica difícil obter a resistência mecânica bem definida. Feitas as manutenções necessárias, esse material pode durar aproximadamente 15 anos.

Lembre-se

Antes de investir, faça um planejamento, coloque no papel os valores da compra e custos um pouco acima do que imagina gastar, assim, você evitará decepção no final do projeto. Com um planejamento pronto, ficará mais fácil detectar falhas. É necessário tempo para negociar e analisar o projeto mais viável.

Fique atento a todos esses critérios, pois assim, quando chegar o verão, a piscina estará pronta a tempo para receber a família e os amigos.

Para completar a área de lazer de sua residência, escolha uma churrasqueira portátil.

Tags:

Comentários


  • 15 de janeiro de 2012 às 00:00
    Piscina de concreto com acabamento de gesso??? Essa eu quero ver... Poderiam explicar melhor?
Ir para o topo