Cristaleira cabe em ambientes clássicos e modernos

Compartilhe! Facebook Twitter Pinterest

Móvel pode ser recriado

Peças belas e frágeis devem ser bem guardadas, mas não escondidas. Foi para esse fim que, no século 17, a rainha Mary da Inglaterra encomendou louceiros de artesãos para abrigar suas porcelanas, cristais e outras preciosidades. Durante muito tempo as cristaleiras representaram o luxo e sofisticação das cortes europeias, porém, no século passado foram popularizadas e estão presentes na casa de muitas avós comuns.

Tendo ou não como herança de família, o móvel não foi esquecido e é constantemente lembrado em novos projetos de arquitetura. No living da foto acima, Dado Castello Branco optou pela cristaleira adquirida na Elle Lui Maison para proteger as taças do cliente. O arquiteto acrescenta que o móvel cai bem na sala de jantar e ambientes gourmet, e também pode servir de móvel bar e para armazenar coleções.

Cristaleira laqueada em preto

Uma cristaleira antiga também pode ganhar uma restauração como a escolhida para o ambiente acima. O móvel foi laqueado de preto e une-se ao armário de madeira rústico na cozinha do projeto assinado pelo escritório Tieppo e Gonzalez.

Cristaleiras pintadas

Uma decoração mais moderna não repele o uso das cristaleiras. Novas roupagens como a aplicação de cores vibrantes e a confecção em linhas retas fazem com que o móvel se encaixe perfeitamente em ambientes contemporâneos. O modelo feito em metal à esquerda, do Studio Desmobilia, é da década de 60 e recebeu pintura automotiva cor verde Uno.

À direita, o móvel da Tok Stok tem estrutura em madeira maciça de reflorestamento e é tingido com acabamento em verniz poliuretano. Possui duas portas em vidro incolor temperado, quatro prateleiras, sendo três reguláveis, e puxadores.

Na página seguinte, veja a presença da cristaleira em vários ambientes.

Modelos clássicos e modernos

A dupla Samy e Ricky Dayan projetou as cristaleiras da sala de jantar acima para disfarçar os cantos chanfrados. Os móveis que guardam porcelanas antigas dos proprietários receberam acabamento em pátina envelhecida e iluminação embutida.

Foram colocadas prateleiras de vidro internas para que a iluminação se estenda por todo o ambiente em tons claros, inspirado no estilo provençal francês. "Uma cristaleira clássica é bem-vinda em ambientes modernos ou rústicos, depende apenas da criatividade de cada um", ressaltam os arquitetos.

Cristaleiras na varanda

Na varanda, que é a continuação da cozinha gourmet, foi colocado o móvel de madeira antiga adquirido na Helvétia House. Como é um espaço muito usado pelos moradores para receber amigos, a posição escolhida pela arquiteta Ana Lúcia Siciliano facilita o manuseio das louças.

Cristaleira em vidro

Aqueles que acham que a cristaleira ocupa muito espaço podem optar pelo modelo acima assinado pela arquiteta Andréa Parreira. As peças de família foram armazenadas no móvel confeccionado em vidro e pregado à parede. "A ideia foi criar um móvel com um conceito mais moderno, que atendesse às expectativas dos proprietários", explica Parreira.

Saiba fazer uma decoração retrô.

Tags:

Comentários


Ir para o topo