Decoração barroca com elegância e sofisticação

Compartilhe! Facebook Twitter Pinterest

Curvas, volumes, texturas, estilo grotesco e irregular são características

O estilo barroco surgiu na Itália entre o final do século
XVII e meados do século XVIII em paralelo a reforma do catolicismo. O termo barroco originou-se da palavra espanhola
barrueco que significa pérola irregular. Com características marcantes e inusitadas até o momento, essa tendência artística se espalhou por todos os países da Europa.

Características do barroco

  • O desequilíbrio entre o sentimento e a razão, onde o sentimento passa a prevalecer na criação artística;
  • Os movimentos livres na escultura;
  • A existência de curvas nos volumes e superfícies;
  • A predominância de efeitos decorativos;
  • A teatralidade das obras;
  • O dinamismo;
  • O forte movimento das figuras;
  • A inspiração nos elementos da natureza.

"Peças cheia de detalhe com exagero total nas formas, estampas e cores são elementos indispensáveis neste tipo de decoração", comenta Vanessa Chimirra, coordenadora adjunta do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Anhembi Morumbi.

Outra característica marcante deste estilo na decoração de interiores é a mistura de cores vivas com texturas diferenciadas como a palha, o couro, o veludo, a madeira e o aço.

Peças de estilo

"O barroco é a cereja do bolo em um projeto de decoração. Geralmente atendemos muitos clientes que, apaixonados pelo estilo, trazem peças de outros países, dando o seu toque pessoal à decoração", afirmam os arquitetos Filipe Bender e Karla Bender.

Para dar destaque aos móveis decorativos e cheios de proporções, o efeito do contraste de luz e sombra passou a ser elemento fundamental na valorização das peças.

A tendência barroca pode ser utilizada na decoração de interiores e na arquitetura das casas. Plantas dinâmicas, complexas e irregulares, com nítido gosto pelas
figuras ovais e pelas paredes côncavas e convexas são elementos marcantes deste tipo de construção.

Mobiliário Barroco

A tendência barroca inspirou os artistas e artesãos da época a criarem móveis novos com traços marcantes que são utilizados até hoje na decoração de interiores, como exemplo, as cadeiras enormes com pés em X e H, a criação da chaise (cadeira comprida que serve para deitar), as mesas e consoles com tampo de mármore, as esculturas de anjos, leões, águias e conchas, dentre outros.

"Sempre falo que o ideal é harmonizar a sua decoração, cada pedaço faz parte de um todo, e com o estilo barroco você pode brincar com esse mix de formas. O toque requintado do estilo pode ficar por conta do abajur mais característico, ou do lustre, isso vai depender do gosto de cada um e claro do espaço que você tem para trabalhar", afirma a decoradora Marcelle Braga.

Outro móvel característico do estilo barroco é a cômoda "Highboy" que tem três ou quatro gavetas, moldura superior e pernas tipo arco romano.

As madeiras mais utilizadas no estilo barroco são carvalho, nogueira e ébano. Na época em que o estilo foi criado, os móveis da corte eram construídos com madeira nogueira, quase sempre dourada. Para o mobiliário burguês usava-se a nogueira em processo de douragem. Na estrutura interna dos armários, usavam-se madeiras indígenas e menos nobres.

Barroco X Moderno

Móveis e objetos decorativos com o estilo barroco podem ser utilizados com elementos modernos, mas é preciso tomar cuidado para não cometer excessos, alerta a arquiteta Evelin Sayar.

As formas sinuosas e o ar luxuoso do estilo barroco estão sendo utilizados atualmente como referência na produção de mesas laterais e de centro, na fabricação de poltronas, na produção de almofadas, na criação de lustres, dentre outros.

A produção destes objetos cria uma tendência que os especialistas da área chamam de Barroco Moderno. As peças barrocas tem características muito marcantes que em uma arquitetura moderna se destacam em relação a simplicidade dos móveis atuais. Neste estilo de decoração, os detalhes são rebuscados, mas o design é moderno.

Se você deseja se inspirar neste estilo de decoração, os especialistas alertam que a melhor maneira de começar a se familiarizar com o estilo deve ser feita pela compra de peças pequenas, avaliando as preferências e o ambiente como um todo.

Cuidado com a mistura de estilos, opte por peças pequenas e com história, que não vão dar trabalho na hora de inserir nos espaços. Centros de mesas, espelhos, mesas laterais e com tom de madeira são ótimas opções, revela Vanessa Chimirra, coordenadora adjunta do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Anhembi Morumbi.

Tags:

Comentários

Seja o primeiro a comentar nesse post!

Ir para o topo