Decoração para o quarto do bebê

Compartilhe! Facebook Twitter Pinterest

Versatilidade dos móveis facilita mudanças na decoração com o crescimento dos filhos

Entender exatamente qual é o desejo dos pais. Esse é o ponto inicial que a arquiteta Denise Monteiro usa para os seus projetos de decoração para o quarto do bebê. Para o projeto acima, o teto foi rebaixado em gesso e a iluminação ficou por conta de um plafon instalado no centro. As paredes, revestidas em madeira, ganharam nichos com iluminação, que além de complementar a decoração, também ajudam na organização. Os tons de azul remetem ao mar, cor sugerida pelos pais cariocas para o quarto do filho.

Os móveis planejados complementam a harmonia do espaço. Confeccionados em madeira e pintados de branco, berço, sofá e trocador contrastam com o carpete e as paredes de tom amadeirado. O sofá foi projetado para virar uma cama quando o bebê ficar mais velho ou quando a família receber alguma visita para passar a noite. Além do trocador, o armário embutido ajuda a organizar as roupas e brinquedos da criança.

Na próxima página, fique atento à versatilidade dos móveis.

Atenção aos móveis

A versatilidade é o ponto forte do projeto da arquiteta Vanessa Trad. O pedido dos pais era que o quarto pudesse ser modificado para acompanhar o crescimento do bebê. "O ambiente não tem muitos detalhes na parede e poucos móveis, exatamente para facilitar a mudança no futuro", observa a arquiteta.

Ao mobiliar o quarto, os pais devem ficar atentos aos móveis que desejam utilizar. Nem sempre eles se encaixam no espaço, atrapalhando a circulação no ambiente. A arquiteta não recomenda o uso de papel de parede na decoração versátil, pois é um item de difícil remoção. No caso do quarto para bebês, a recomendação é usar paredes lisas. Cores neutras, como o branco e o bege, são as preferidas pelos pais que pretendem adaptar o ambiente de acordo com o crescimento dos filhos.

Para quem quer decorar e não quer gastar muito, a arquiteta recomenda o uso de caixas pintadas para no quarto. "Às vezes a pessoa tem essa peça em casa, é só pintar e utilizar como estante ou local para guardar as coisas do bebê", aconselha Vanessa.

Na próxima página, use a criatividade e fuja das cores comuns.

Fuja do tradicional

 decoração para quarto de bebê

Para receber a primeira filha do casal, Michele Aline de Mello queria algo diferente, porém, delicado e que não se tornasse cansativo. A regra era fugir do tradicional cor-de-rosa sem perder a suavidade de um quarto para menina. No projeto, o designer de interiores Victor Mello optou pelos tons claros, fazendo o complemento da decoração com papel de parede listrado, na parte superior, e floral, na inferior, separados por um roda-meio. "A proposta era criar uma decoração leve e clara, por isso escolhi cores neutras alternadas com o branco e um toque de colorido e estampas florais, deixando feminino, sem o predomínio do rosa", comenta o designer.

Os móveis foram confeccionados sob medida, em laca branca fosca. A opção pelo piso laminado foi feita para minimizar o acúmulo de resíduos, como poeira e ácaros, e pela facilidade na hora de limpar o ambiente. Por um pedido da mãe, que é alérgica, o quarto não foi projetado com aparelho de ar condicionado, logo, o cuidado com a iluminação foi outro ponto pensado pelo designer. "A iluminação foi projetada para ser mais indireta, pois o quarto não tem ar condicionado. Escolhi para iluminação central um Spot de 4 lâmpadas, par 20, que não esquenta tanto", comenta Victor.

Veja mais opções de decoração para o quarto das crianças.

Tags:

Comentários


  • 18 de outubro de 2011 às 00:00
    O que o mais gostei nesse quartinho foi a iluminação, dessa forma além de ficar lindo ajuda a mamãe a amamentar de madrugada sem incomodar muito o bebê.
  • 24 de junho de 2012 às 00:00
    Ficaram lindos esses nichos com iluminação embutida.... Deu um efeito muito legal.
Ir para o topo