Decoração retrô

Compartilhe! Facebook Twitter Pinterest

Mais que tendência, um estilo

O projeto apresentado nas fotos desta página é do publicitário e designer Vitor Costa, e dá uma boa ideia de como é possível imprimir personalidade sem carregar os ambientes. Na sala, quadros e backligth criados por ele, sofás com pés cromados à mostra com tecidos e estampa na medida certa conferem equilíbrio e conforto. Junto ao revisteiro com pés palito, os sofás e módulos arredondados caracterizam o conceito retrô.

Para Vitor, retrô é uma maneira efetiva de atribuir personalidade à casa, valorizar sua história pessoal e até mesmo do produto, seja com uma mesa com pés palito ou uma geladeira em formato, linhas e cores das utilizadas nos anos 50, 60 ou 70.

"Uma cadeira com história é vista de outra maneira, como algo de valor sentimental e mais valiosa do que aquela cadeira fabricada no mês passado. Uma casa deve realmente misturar estilos, ter criatividade e principalmente personalidade com bom senso", comenta o designer.

 Sala retrô

O sofá e a estante dividem o ambiente, dando a impressão de maior amplitude. O importante é não perder a harmonia do conjunto, o que é possivel trabalhando com cores em tons mais neutros . A estampa figura como um detalhe leve e suave.

Segundo Vitor, o movimento retrô existe há algum tempo e surgiu como um resgate intuitivo de alguns consumidores, decoradores e arquitetos. Ele aposta que essa tendência veio para ficar, pois faz parte de um movimento do comportamento humano que aprecia cada vez mais sua casa, família e amigos.

As pessoas "estão buscando suas origens, quase como um resgate de si mesmas e por isso valorizam estes momentos. Essa valorização passa pela decoração, pelos itens que a compõem e o quanto de emoção eles provocam", diz.

 Cozinha retrô

Na cozinha também foi possível ter estilo sem perder a funcionalidade. O balcão de fórmica marrom remete à década de 1970 e divide o ambiente oferecendo espaço apropriado para as refeições, além de dar suporte aos preparativos na cozinha. As banquetas altas com pés e encosto cromados, juntamente com a luminária e o revestimento da parede em porcelanato se encarregam de dar o toque retrô a esse ambiente.

Detalhes que fazem a diferença

É possível mesclar o retrô com modernidade e conseguir uma combinação bastante original. Ou pode-se moderar um pouco na ousadia mudando peças como geladeira, fogão e máquinas de lavar, já que, atentas a essa demanda algumas empresas do setor fizeram releituras interessantes e uniram ao design do passado a tecnologia atual.

 Geladeira vermelha e televisor laranja

É possível estilizar geladeiras ou optar por modelos clássicos abusando das cores vibrantes que marcaram o período. O lançamento da LG reproduz o modelo de televisão clássico da época.

O interessante no movimento retrô é não precisar modificar tudo para conferir charme e originalidade à sua casa, esse toque pode ser dado por pequenos detalhes como objetos de decoração, eletrodomésticos ou eletrônicos.

 Pipoqueira e pinguim de porcelana

A pipoqueira retrô, além de super funcional, confere o charme ideal para a sessão de filmes em casa. O pinguim branco de porcelana com adesivos de vinil vermelhos e pretos foi estilizado por Vitor Costa, que se diverte ao lembrar que pinguim de geladeira era kitsh e virou peça de colecionador, voltando com releituras e novos formatos.

Adesivos podem dar outro visual à sua casa. Aprenda a usar adesivos de parede na sua decoração.

Tags:

Comentários


  • 14 de maio de 2011 às 00:00
    GRANDE MATÉRIA!! O estilo retrô é uma tendência que além de super charmosa é sustentável em aproveitar o que nossos pais usaram. Parabéns!
Ir para o topo