Escolha o melhor aquecedor de ar para sua casa

Compartilhe! Facebook Twitter Pinterest

Entenda as diferenças entre os modelos e veja algumas dicas

Antes de comprar um aquecedor de ar, você precisa observar algumas características desse tipo de aparelho e também do ambiente onde ele será instalado para garantir que seu dinheiro será bem aplicado. No geral, os produtos para aquecimento de ambientes no mercado brasileiro têm capacidade para atender espaços entre 20 e 25 metros quadrados. Isso significa que uma sala ou quarto com 40 metros quadrados vai precisar de dois aparelhos localizados em pontos diferentes para que o aquecimento seja uniforme.

A informação sobre a capacidade do aparelho por metro quadrado é uma variante mensurada pelos fabricantes e consta na descrição e no manual de informações do produto. Adriano Pereira, gerente da De'Longhi Brasil, explica que além do tamanho, outros fatores arquitetônicos interferem no desempenho do aquecedor e, como são itens personalizados, não é possível mapear exatamente seus efeitos.

Segundo ele, ambientes com pisos frios vão precisar de aparelhos mais potentes do que espaços com piso de madeira e carpete, por exemplo. Da mesma forma, produtos instalados em locais onde existam muitas janelas com pouca vedação também vão apresentar a sensação de um desempenho menos eficiente do que se estivessem em lugares com poucas aberturas.

Na maior parte do país, o aquecedor de ar é um eletrodoméstico de uso sazonal e costuma ser procurado pelos consumidores no inverno. Se você acha que adquirir um produto para usar apenas em um período do ano pode não ser vantajoso, a dica é optar pelos climatizadores ou aparelhos de ar-condicionado com sistema reverso, ou seja, que além de resfriar, também podem aquecer o ambiente. Carlos Guimarães, gerente de produtos da Eletrolux, afirma que esta é uma categoria de produtos com preço mais elevado, mas que trazem a vantagem de agregar mais de uma função.

Na próxima página saiba mais sobre os tipos de aquecedores e também sobre climatizadores.

Tipos de aquecedores

Os aparelhos de ar-condicionado com sistema reverso são mais comuns na região sul do país, segundo Carlos Guimarães. No caso do climatizador, ele destaca que o diferencial, pensando na baixa umidade do ar durante o inverno, é a presença da função de umidificar o ambiente, que pode ser acionada ao mesmo tempo em que o produto está gerando aquecimento.

Se a sua intenção é comprar um aparelho exclusivamente aquecedor, é preciso entender um pouco sobre como o calor é gerado para saber qual tipo escolher. Todos os aquecedores domésticos portáteis funcionam com eletricidade e quanto maior a potência, maior o gasto de energia. O aquecimento do ambiente acontece por causa da troca do calor entre o ar do espaço e a resistência interna do equipamento. Essa resistência é uma peça em formato de serpentina similar à resistência dos chuveiros. Veja a seguir quais os tipos de aquecedores disponíveis no mercado e suas especificidades.

Torre ou mesa

O design dos aquecedores também é responsável pela sua capacidade. Segundo Adriano Pereira, os aparelhos em torre contam com uma maior área de emissão de calor e com uma resistência em tamanho maior do que as dos aparelhos chamados de mesa, por isso costumam aquecer mais do que os outros modelos. Eles podem ser cerâmicos, a óleo, com resistência comum e de halogênio.

Na próxima página saiba mais sobre os aquecedores cerâmicos, com resistência metálica, a óleo e de halogênio.

Aquecedores a óleo, elétricos e cerâmicos

Cerâmicos e metálicos

Pelo tipo de resistência, os aparelhos podem ser cerâmicos ou não. Os aquecedores cerâmicos são aqueles que trazem a resistência fabricada neste material. Eles costumam ter vida útil mais longa do que os aquecedores comuns, que usam resistência feita em material metálico. Este último tipo, o que tem menor custo no mercado, reúne os aparelhos popularmente chamados de elétricos.

A desvantagem desses aquecedores é que na troca de calor entre a resistência (aquecida pela eletricidade) e o ar acontece o consumo de oxigênio, segundo Carlos. Ele menciona que existem consumidores que relatam que depois de um período prolongado de uso do aparelho sentiram falta de ar. Adriano ressalta que estes aquecedores também tornam o ambiente mais seco, o que é um incômodo para quem tem problemas respiratórios.

A óleo

Os aquecedores a óleo também usam resistência, mas o ar não entra em contato com ela, por isso este tipo de aparelho não resseca o ambiente. No geral, todos os aquecedores fazem pouco ruído por causa do exaustor interno que possuem, mas os produtos a óleo são os mais silenciosos. Eles costumam ser mais caros do que os aquecedores elétricos, mas são mais baratos do que os modelos em torre.

De halogênio

Este tipo de aquecedor usa gás halogênio para potencializar o aquecimento da resistência e também para prolongar sua vida útil, pois evita que a peça queime. Nos demais aquecedores o gás usado é o oxigênio. O aquecimento do ar ocorre pelo mecanismo de troca de calor e também causa o ressecamento do ambiente.

Você já pensou em ter uma lareira em casa? Veja dicas de modelos portáteis.

Tags:

Comentários


Ir para o topo