Espécies de plantas medicinais

Compartilhe! Facebook Twitter Pinterest

Saiba mais sobre as propriedades medicinais.

As plantas medicinais são capazes de prevenir, aliviar sintomas e até mesmo promover a cura de enfermidades. Na antiguidade era a principal opção para o tratamento de doenças. Atualmente, pesquisas científicas já comprovaram muitas propriedades medicinais de várias espécies.

Veja a seguir um mix interessante de espécies de plantas medicinais para compor o paisagismo de sua casa e considere as particularidades de cada espécie antes de plantá-las.

Alecrim (Rosmarinus officinalis)

alecrim

Pode ser usado como tempero e combina muito bem com carnes de porco. Tem efeito estimulante contra o cansaço mental, contra doenças respiratórias e é considerado um antidepressivo natural.

Dicas de cultivo - É uma planta fácil de cultivar. Ainda que pareça estranho, o alecrim gosta de solos pobres em nutrientes e bem drenados. Só regue quando a terra do vaso estiver seca e deixe-o tomar sol o dia todo.

Aneto/Endro (Anethum graveolens)

aneto/endro

Esta herbácea possui um aroma semelhante ao da erva-doce e também pode ser usada na fabricação de pães. Pode temperar carnes de peixe e frango. Tanto suas folhas frescas quanto suas sementes, inteiras ou moídas, são aproveitadas.

O chá feito com suas sementes alivia cólicas, insônia, problemas estomacais e do intestino . As folhas frescas podem ser usadas em compressas para melhorar inflamações.

Dicas de cultivo - O endro é um arbusto baixo, cresce de 20 cm a 1 metro. Em seu ciclo anual produz flores amarelas e frutos pequenos com sementes marrons. Suporta bem as temperaturas baixas, prefere solos arenosos e bem drenados. As regas devem ser diárias, mantendo o solo úmido e nunca encharcado, já que a umidade excessiva em torno de suas raízes pode prejudicar seu desenvolvimento. Ideal plantá-lo entre fevereiro e março. A germinação ocorre entre o décimo quarto e o vigésimo primeiro dia depois do plantio.

Boldo(Peumus boldus)

É bom para o estômago quando macerado em um copo d'água. Funciona contra vômitos, enjoos e tem ação digestiva.

Dicas de cultivo - o boldo não necessita de solos especiais para ser cultivado. Basta regá-lo diariamente no início do cultivo. Suas folhas podem ser colhidas cerca de três meses após o plantio.

Funcho ou erva-doce (Pimpinella anisus)

funcho ou erva-doce

O chá de erva-doce tem sabor suave. É digestivo, calmante e expectorante.

Dicas para o cultivo - A erva-doce gosta de solos bem drenados, não compactados e com boa iluminação, portanto não devem ser plantada sob árvores ou outras plantas mais altas.

Hortelã-pimenta (Mentha piperita)

hortelã-pimenta

A hortelã pode ser utilizada como tempero ou em chás. Atua contra dores de cabeça, alivia os sintomas de doenças respiratórias e pode ser usada como vermífugo natural.

Dicas de cultivo - As hortelãs preferem solos úmidos e com matéria orgânica. Como se multiplicam com facilidade, podem ser utilizadas como cercadura em canteiros.

Na hora de escolher qual erva plantar, avalie quais seriam as ervas medicinais mais importantes para ter em sua casa, por exemplo, se tiver problemas de estômago considere plantar boldo e hortelã. Veja também como usar as plantas medicinais como tempero.

Tags:

Comentários


  • 5 de setembro de 2010 às 00:00
    Adorei este site, traz informações incríveis sobre esta maravilha de natureza. Pena que o ser humano não está respeitando a natureza como deveria ser.
  • 1 de outubro de 2010 às 00:00
    Gosto muito de chas,principalmente para emagrecer,se tiveres algum,me manda.Obrigado
  • 23 de maio de 2011 às 00:00
    Gostaria de saber como cuidar de Bromélia.Já tive dois vasos,mas sempre morrem.Acho lindo,mas não sei se coloco muita ou pouca àgua.Adorei este site.Obrigada
  • 9 de agosto de 2011 às 00:00
    Gostei do seu site, estou procurando saber como cultivar a erva-doce, para que ela fique com essa cabeça, pois a minha, fica só com talos longos.
  • 27 de janeiro de 2013 às 00:00
    Amiga e irmã Sra. Maria Cecília,
    que a paz de nosso mestre e irmão Jesus possa estar presente em nossos corações.
    Sra. Maria, eu não conheço praticamente nada de plantas medicinais, mais depois
    de ler este seu artigo, me interessei bastante em fazer uma horta medicinal.
    Como fazemos parte de uma instituição Espirita em Santa Cruz no Rio de Janeiro, eu peço a sua ajuda, pois pretendo plantar vários tipos de plantas medicinais.
    Inclusive com as suas orientações poderemos dar cursos para os jovens da evangelização e para as famílias carentes que a nossa instituição ajuda.
    Desde já te agradecemos e muita paz e alegria para a senhora.
    Claudio Pinheiro
  • 11 de novembro de 2013 às 00:00
    gostaria de receber dicas de com cultivar as plantas medicinais e tbem saber onde e como obte-las.
Ir para o topo