Fibras naturais na decoração

Compartilhe! Facebook Twitter Pinterest

Beleza e sustentabilidade

O segmento da decoração dedicado à confecção de móveis tem valorizado a utilização de fibras naturais como matéria-prima. As fibras extraídas de vegetais são repostas no meio ambiente em um curto prazo após a extração - de quatro a seis anos -, o que faz esse material ser passível de exploração sustentável.

Logo, a exploração correta desses materiais não acarreta a degradação ambiental nem traz prejuízos à fauna. O crescimento das plantas que dão origem às fibras é rápido e os produtores são orientados a trabalhar com práticas ecologicamente corretas, como o reflorestamento. Com esses procedimentos e características, a produção das fibras naturais está inserida no conceito de sustentabilidade.

Decoração com fibras naturais

Móveis de fibras são muito usados na decoração das casas e apartamentos de praia, em áreas externas e internas. Há diferentes opções de tonalidades, dentre tons naturais, bege mais escuro ao marrom, e o preto, que é a tendência atual. Incrementado com objetos brancos, de madeira, ferro ou alumínio, o ambiente ganha sofisticação.

Para valorizar a decoração com móveis e peças feitos de fibras naturais, Calor Soares da Fibrasart Móveis Artesanais recomenda observar a variedade de opções de acabamentos que as fibras oferecem para que sejam combinadas às cores da parede, tapetes e outros detalhes da decoração do ambiente.

Beleza e durabilidade das fibras naturais

O processo de extração e produção reflete na qualidade e durabilidade dos móveis feitos com fibras naturais. Então, antes de comprar, procure saber o método de preparação das fibras e o material usado no acabamento. "Veja também quais foram os tratamentos de proteção empregados e os detalhes estruturais das peças", orienta Carlos.

Fibra sintética

A produção atual da fibra sintética também tem empregado métodos modernos que incluem o uso de material reciclado, processos com alta eficiência e baixo consumo de energia e com resultado estético igual ao das fibras naturais.

"O mercado está mais seletivo quanto ao respeito ao meio ambiente, o que é positivo, pois leva ao desenvolvimento de métodos de extração das fibras naturais e de produção das fibras sintéticas que visam à sustentabilidade" diz o especialista Carlos Soares, sócio proprietário da empresa Fibrasart Móveis Artesanais, atuante no ramo há mais de seis anos.

Como conservar as fibras

Retire o pó com flanela macia, panos de camurça ou escova macia. O aspirador pode ser usado, desde que se tomem os devidos cuidados para não arranhar a superfície dos móveis. As fibras aceitam cera e lustra-móveis.Pelo menos uma vez ao ano, devem ser aplicados produtos preventivos contra insetos (principalmente brocas e cupins), cuja química não degrada as peças.

Com cuidados associados à aplicação dos produtos preventivos, as peças serão conservadas bonitas por mais tempo. Entretanto, depois de muitos anos de uso, uma restauração pode ser necessária. Veja o slide show de ambientes decorados com móveis de fibras.

Tags:

Comentários

Seja o primeiro a comentar nesse post!

Ir para o topo