Opções de revestimento para parede

Compartilhe! Facebook Twitter Pinterest

Pintura, tecido, papel, pedras e azulejos podem deixar as paredes incríveis

Living com arandelas, mesa de jantar e painel de madeira

Roger Dipold

Antigamente as
paredes brancas eram consideradas apenas como estrutura do imóvel, hoje em dia
elas são utilizadas como importante elemento na decoração de ambientes,
tornando-se peça chave na escolha do estilo, dos móveis, dos tecidos e da
iluminação.

Inúmeras são as
variedades de material disponíveis no mercado para a aplicação em paredes. No entanto,
é necessário tomar alguns cuidados para não cometer erros e ter problemas mais
tarde. "Textura, volumetria, efeito de iluminação, são pequenos detalhes que
transformam os ambientes deixando-os mais sofisticados, aconchegantes e
marcantes", relata as arquitetas Daniella e Priscilla de Barros.

Aplicações na parede

Antes de fazer
qualquer mudança na parede, é preciso avaliar qual material foi utilizado na sua
construção, ou seja, se ela foi levantada em alvenaria de tijolos, de gesso
cartonado ou madeira. Essa observação deve ser feita antes de revestir as
paredes porque alguns materiais são incompatíveis, como por exemplo, os
azulejos aplicados em uma parede de madeira ou ainda o papel aplicado sobre os
tijolos à vista.

É preciso definir
os locais que serão aplicados os revestimentos para determinar quais materiais
serão apropriados. Locais com muita incidência de sol ou clima em geral,
necessitam de revestimentos mais resistentes, orienta a arquiteta Andréia
Médice.

Tipos de Revestimentos

Living com papel de parede florido e espelhos

J.Vilhora

Qualquer
ambiente pode ter um revestimento diferente desde que se avaliem as
necessidades de cada local.
Revestimentos
mais marcantes devem ser aplicados em ambientes que o morador não frequenta
tanto,
como por exemplo, um lavabo ou varanda. "O dormitório precisa ter
revestimentos que agradem aos moradores, caso contrário em pouco tempo o
material irá atrapalhar o descanso e a sensação de bem estar ao dormir", relata
a arquiteta Andréia Médice.

No mercado
atual, a principal tendência em revestimento de paredes fica por conta dos
materiais cimentícios com volumetria, dos papéis de parede coloridos e dos azulejos
decorativos.

É necessário
analisar o ambiente como um todo e compor todas as peças para que se harmonize
entre si. Tudo tem um contexto e deve ser visto em conjunto, comentam as
arquitetas Daniela e Priscilla de Barros.

Papéis de parede e tecido

Sala com papel de parede

J.Vilhora

Os
revestimentos mais simples e fáceis de aplicação são os papéis e os tecidos. A
superfície mais indicada para a aplicação destes materiais são as paredes
lisas, desengorduradas e livre de umidade.

O papel é
encontrado em lojas especializadas e em grandes magazines, vendido em rolo pode
ser de origem vinílica, lavável e de simples manutenção.

Com
características semelhantes ao papel, o tecido pode ser colocado na massa
corrida de alvenaria e em placas de madeira forrada com espuma. Tanto o papel
quanto o tecido podem ser aplicados facilmente em paredes de gesso.

Cerâmica e pintura

Considerado
pelos especialistas como um revestimento pesado, as pedras e os azulejos só
podem ser colocados em paredes de alvenaria. Para evitar problemas futuros, a
aplicação destes materiais deve ser feita cuidadosamente por um profissional
qualificado.

Nas lojas
especializadas é possível encontrar uma infinidade de padrões, estampas e cores
de azulejos, incluindo faixas e acabamentos.

Para dar um
aspecto moderno e criativo em uma parede, a pintura também pode ser utilizada
como uma importante ferramenta. Aplicada sobre qualquer superfície as pinturas
podem ser: lisas, esponjadas, espatuladas, geométricas e com rugosidades.

As técnicas
variadas e as inúmeras cores disponíveis no mercado possibilitam a criação de
ambientes diferentes e personalizados. 

Tags:

Comentários

Seja o primeiro a comentar nesse post!

Ir para o topo