Telhas mais leves podem baratear construção

Compartilhe! Facebook Twitter Pinterest

Veja os novos tipos de telhas disponíveis no mercado

As telhas de cerâmica e fibra de cimento são as opções mais tradicionais para a cobertura de telhados, mas novos modelos fabricados com materiais tecnológicos têm surgido no mercado brasileiro como uma alternativa que pode interferir nas etapas anteriores da construção.

Fibra de celulose

Fabricada e comercializada há cerca de 60 anos na França, a telha de fibra de celulose é uma dessas alternativas. Ana Carolina Carpentieri, supervisora de marketing e aplicações da Onduline, que importa o produto para o Brasil, explica que os materiais base das telhas são fibra de celulose obtida a partir da reciclagem de papel e asfalto, componente responsável por conferir impermeabilidade ao produto. Graças ao material, essas telhas também apresentam certa flexibilidade e são mais leves do que as tradicionais, pesando 3,9 quilos por metro quadrado, segundo Ana Carolina. Para efeito de comparação, o peso por metro quadrado de um telhado de cerâmica fica em torno de cinquenta quilos.

Há vantagem no fato das telhas serem leves e flexíveis, avalia Luiz Sérgio Coelho, professor do curso de engenharia civil do Centro Universitário da FEI, em São Paulo. Ele explica que optar por este tipo de telha pode permitir que o imóvel seja projetado com dimensionamentos mais econômicos, pois a carga que a estrutura terá de suportar será menor. Consequentemente, por ter dimensões mais econômicas, a construção fica mais barata. O professor adverte, no entanto, que o alto preço da telha em si em relação às tradicionais acaba anulando essa redução de custo e inibindo o uso dos novos tipos telhas.

Na página a seguir leia mais sobre telhas de asfalto e PVC.

PVC e Asfalto

Telhas de PVC

As telhas de PVC são outra opção popular na Europa e na Ásia e recém-chegadas ao Brasil. Elas agregam ao telhado as características que já são próprias deste material, como a capacidade de isolamento térmico e acústico, a não propagação de chamas e a durabilidade. De acordo com a Precon, empresa que produz e comercializa o produto no país, as telhas de PVC pesam o equivalente a 15% do peso das telhas cerâmicas e propiciam uma queda de 17% no nível de ruído do imóvel. Leia também sobre janelas e portas de PVC.

Telhas de asfalto

Usando o asfalto como componente principal, além de fibra de vidro e grãos minerais, as telhas asfálticas são uma versão utilizada principalmente nos telhados dos EUA e também da Europa. Assim como as de fibra de celulose elas são flexíveis e leves. Segundo Fabiana Castro, gerente de mercado de cobertura da Brasilit Saint-Gobain, cada telha deste material pesa 1,2 quilos, enquanto o metro quadrado coberto por elas pesa onze quilos. O diferencial desta telha é a espessura, que mede 2,5 milímetros.

Essas telhas fazem parte de uma nova engenharia que ainda está se desenvolvendo e vai crescer à medida que a procura de mercado por essas alternativas aumentar, menciona o professor Luiz Sérgio Coelho.

Os fabricantes ressaltam que essas telhas são mais fáceis de manusear e resistem a quedas, o que reflete em construções mais rápidas, com menos entulho e mais baratas, pois não é necessário comprar material a mais para suprir as perdas em acidentes de instalação. Outro destaque é que tanto as fabricadas em fibra de celulose, como as de PVC e asfalto são recicláveis.

Muitos consumidores argumentam que a leveza das telhas facilita o destelhamento dos imóveis pela ação do vento. Veja na página a seguir a explicação dos fabricantes.

Instalação correta é fundamental

Problemas com o vento

Não é difícil encontrar em fóruns pela internet o depoimento de quem fez o telhado com essas novas opções de materiais e enfrentou problemas com o vento. Ana Carolina Carpentieri, da Onduline, comenta que o destelhamento em dias de ventania é frequentemente uma consequência da instalação incorreta das telhas, que demandam técnicas diferentes daquelas usadas para a fixação das telhas de cerâmica e fibra de cimento.

Instalação correta

Ela explica que por serem mais leves, as telhas de fibra de celulose precisam ser fixadas na estrutura do telhado com vinte pregos cada uma e, além disso, o peso reduzido também obriga que o madeiramento do telhado seja mais bem ancorado nas paredes de sustentação. "Nosso trabalho é árduo para propagar a forma de instalação correta. Na hora da compra o consumidor deve receber um guia de instalação e paralelamente a isso temos o trabalho de treinamento de mão de obra", argumenta a Ana Carolina. Ela ainda menciona que a empresa disponibiliza técnicos para acompanhar o início da instalação das telhas nos imóveis, basta que o proprietário agende a visita após a compra do material.

O professor Luiz Sérgio Coelho comenta que a falta de preparo e de treinamento da mão da obra pode ser o principal empecilho para a penetração deste tipo de produto nas práticas da construção civil do país. Ele cita que não apenas os instaladores, mas os arquitetos e engenheiros precisam estar familiarizados com as características dos novos materiais para que possam calcular e projetar as obras da forma correta para que a aplicação dessas novas tecnologias resulte em vantagens.

Assentar piso sobre piso é opção para reformar sem entulho. Saiba mais sobre como fazer isso.

Tags:

Comentários

Seja o primeiro a comentar nesse post!

Ir para o topo