Como escolher uma mochila

Compartilhe! Facebook Twitter Pinterest

Encontre o modelo ideal para você!

No passado, as mochilas eram de uso quase exclusivo das crianças. As bolsas com duas alças traseiras feitas para se ajustarem aos ombros pareciam ter sido criadas especialmente para elas, pois ao permitirem a distribuição do peso de maneira mais equilibrada, facilitavam muito o trabalho de levar e trazer seus materiais escolares.

Mas os fabricantes enxergaram novos usos, materiais e formatos para essas práticas bolsas. Vieram as mochilas de rodinhas, as especiais para práticas esportivas, as estofadas para notebooks, dentre inúmeros modelos.

A única desvantagem de tanta variedade é que ficou um pouco mais complicado escolher o modelo ideal. Por isso listamos algumas dicas para ajudar você a comprar uma mochila que o auxilie em sua rotina ou viagem.

Defina em quais situações você vai usar a mochila

Pergunte-se como, quando e onde será usada sua mochila antes de sair para procurar um modelo. Definir como você vai usá-la significa saber se você vai precisar andar horas carregando a mochila ou apenas levá-la do carro para o trabalho, por exemplo.

As mochilas são desenhadas para usos específicos. É provável que um estudante queira separar lápis e canetas em um compartimento menor, que facilite o alcance desses objetos. Para isso, em alguns modelos são projetadas pequenas bolsas com zíper do lado externo ao compartimento principal.

Respondendo às questões sobre o uso da mochila, você descobre se precisa de modelos com capas de chuva, feitas com materiais mais resistentes ou leves e quais são os acessórios úteis para as atividades que você pretende desenvolver com a ajuda de sua mochila.

Tamanho da mochila é documento

Existe uma regra básica segundo a qual o peso máximo que podemos carregar nas costas sem lesá-las é aquele que não causa dores nos ombros ou na coluna. Porém, o peso exato suportado por sua coluna depende da sua estrutura física e idade. Os especialistas recomendam que as mochilas não pesem mais que 10% do peso corporal da criança que a utiliza. Já os adultos saudáveis podem suportar cargas de pouco mais de 15% de seu peso.

São consideradas pequenas as mochilas com capacidades que variam entre 25 e 45 litros. Entre 45 e 60 litros, estão os modelos médios, que permitem boa flexibilidade no uso, servindo tanto para viagens quanto para a realização de alguns esportes. As mochilas grandes - entre 60 e 90 litros - são normalmente usadas como malas para viagens mais longas.

Os recursos de regulagem são especialmente importantes nas mochilas médias e grandes, pois garantem que a carga será ajustada às características físicas de cada pessoa e mantenha-se firme, ainda que toda a capacidade da mochila não esteja sendo utilizada.

Mochilas escolares

Para as crianças são recomendadas as mochilas com duas alças, preferencialmente acolchoadas, que possam ser ajustadas para que fiquem cerca de três dedos acima do quadril, evitando futuros problemas de postura. Outro acessório importante é o cinturão (também chamado de barrigueira), que evita pancadas da carga contra a região lombar da coluna.

As mochilas com apenas uma alça não são aconselhadaspara carregar objetos pesados como o material escolar. Modelos com muitas divisórias também podem induzir as crianças a levar mais do que precisam para a escola. O melhor é optar por uma mochila feita de material leve mesclado com estruturas acolchoadas.

Mochilas de rodinhas nunca devem ter alças que façam as crianças se curvarem enquanto as arrastam. Além disso, é preciso estar atento ao caminho percorrido por essas mochilas: terrenos muito acidentados podem fazer com que as crianças percam o controle e se machuquem. Os modelos com rodas mais largas são mais seguros.

Lembre-se que embora a regra seja deixar seu filho carregar no máximo 10% de seu próprio peso, é preciso ajustar a carga máxima ao tempo que criança precisa carregar a mochila. Quanto mais tempo seu filho ficar com a mochila nas costas, mais leve ela deve ser. Acompanhe sua rotina escolar e evite deixar que a criança carregue objetos desnecessários em sua mochila. Veja dicas do Dr. Sérgio Xavier, ortopedista do Hospital do Coração, sobre o uso correto da mochila escolar.

Mochilas para notebook

As mochilas para notebook estão mais sofisticadas, seguras e espaçosas. Além de se preocuparem com a segurança do aparelho eletrônico, os fabricantes têm dado atenção às costas de quem os precisa carregar, ainda que por pouco tempo.

Para escolher uma você precisa ter certeza do tamanho de seu notebook e compará-la com o tamanho do compartimento separado para guardá-lo na mochila. Há muitos modelos de mochilas com funcionalidades diferentes que incluem um compartimento acolchoado e bem protegido para seu notebook.

Se você trabalha usando diferentes cabos e acessórios pode investir em mochilas maiores que possuam vários compartimentos. Por funcionarem também como as antigas pastas de trabalho, existem modelos mais elegantes de feitos de couro.

Mochilas para praticar esportes

A escolha da mochila para prática de esportes depende da modalidade escolhida. Existem modelos específicos para andar de bicicleta, outros para praticar montanhismo. Mas ainda que a atividade esportiva demande o uso de uma mochila apenas para carregar pequenos objetos, lanches e líquidos, é preferível optar pelos modelos com costado de espuma respirável, tiras peitorais e barrigueira. Algumas possuem orifícios que asseguram melhor ventilação e drenagem no fundo da mochila.

Modelos que possuem um compartimento para água são chamados de mochilas de hidratação. Elas são muito úteis especialmente para os ciclistas, pois permitem beber água sem usar as mãos. Normalmente possuem uma mangueira com uma pequena válvula que pode ser acionada com a boca para tomar água ou isotônicos.

Muitos mochileiros adquirem, além de uma mochila maior para a viagem, mochilas menores (de hidratação ou não) para os passeios turísticos menores nas cidades de destino.

Mochilas para viajar

As mochilas são companheiras ideais para as viagens mais aventureiras. Malas de rodinhas são práticas para roteiros nos quais é preciso carregar seus pertences apenas do hotel para o carro e vice-versa. Em terrenos acidentados, trilhas e locais com menos infraestrutura, a melhor forma de carregar a bagagem é nas costas, em uma mochila que proporcione conforto.

Em caso de mochilas de viagem, leve em consideração o número de dias de permanência e o roteiro. As mochilas com estrutura externa fazem com que o peso da carga se concentre sobre o centro de gravidade da pessoa que a estiver utilizando. Esses modelos são mantidos afastados das costas, permitindo a circulação de ar. Nos modelos com estrutura interna, o suporte fica na parte de trás da mochila e a estrutura interna é encoberta pelo material de revestimento da própria mochila.

As mochilas com armação externa são mais largas e, embora distribuam melhor o peso, não são indicadas para trilhas em matas fechadas. Procure verificar características como fundo reforçado, zíperes duráveis, tiras de compressão para conter e firmar a carga, alças e barrigueiras ajustáveis, acolchoadas e resistentes. Mantenha o conteúdo bem firme e organizado no interior da mochila.

Não é aconselhável que as mulheres usem mochilas acima de 75 litros. Para quem estiver embarcando em uma viagem de mochileiro com pouco preparo físico, a dica é levar no máximo um quinto do seu próprio peso.

Atenção aos acessórios da mochila

Para trilhas, os melhores modelos têm compartimentos externos bem desenhados. Bolsos cobertos com uma telinha são úteis para abrigar eventuais roupas sujas e molhadas para que, arejadas, não mofem ou fiquem com mau cheiro. Alguns modelos oferecem a opção de se destacar os bolsos externos das mochilas por nem sempre serem úteis. Em caminhadas feitas em matas, os bolsos podem se enroscar em galhos de plantas.

Avalie o quanto as suas caminhadas carregando a mochila serão longas. Existem mochilas que incluem sistemas antitranspirantes no acolchoado em contato direto com as costas.

As mochilas apresentam grande variação de preços. Avalie os acessórios com cuidado, pois alguns poderão facilitar muito sua vida, mas também deixar o produto um pouco mais caro.

Na internet é possível encontrar modelos de boa qualidade a preços mais acessíveis. Se encontrar um modelo que lhe agrade, antes de encerrar a compra procure similares em lojas físicas e experimente. Veja dicas para comprar pela internet com segurança.

Tags:

Comentários


  • 11 de setembro de 2011 às 00:00
    eu adorei e acho serto muito serto!!!
    bjjs Khi
  • 11 de setembro de 2011 às 00:00
    CAHATOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO
  • 16 de fevereiro de 2012 às 00:00
    Eu não posso ver alguém escrever errado a palavra "certo" duas vezes! Gente, a língua portuguesa é linda, e esta se perdendo, por causa de pessoas que só pensam em se expressar sem se preocuparem com a maneira correta de escrever.
Ir para o topo